Audiência Pública em Alegrete irá tratar sobre os Constantes Apagões na Zona Rural

Publicado em 16/01/2013 12:30
319 exibições
A Associação dos Arrozeiros de Alegrete promove nesta quinta-feira (17.01) Audiência Pública que tem como tema Os Constantes Apagões e a  Falta de Qualidade no Fornecimento de Energia Elétrica à Classe Rural Irrigantes.

Após diversos questionamentos da classe orizícola sobre a falta de energia nas estações de bombeamento de água para irrigação e como consequência a falta d´água no período em que algumas áreas já se encontravam em pleno desenvolvimento da planta e outros problemas como, por exemplo, queima de motores, equipamentos elétricos, etc, o  evento se configura como uma medida de oportunizar aos consumidores, concessionária de energia e agência reguladora de externar as dificuldades e entender melhor os problemas de qualidade e falta de energia elétrica no meio rural, especificamente aos irrigantes. Não menos importante, também será reservado um momento para manifestação das demais classes, através de seus respectivos representantes.

 O foco do trabalho será atender a demanda do setor rural, em especial aos arrozeiros. No entanto, pela amplitude do problema, terá relevância através de representantes   os consumidores residenciais, ressalta o presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Henrique Osório Dornelles.

Participam da audiência a alta administração da AES SUL e dos setores operacional e comercial, representantes da Promotoria de Justiça, da AGERGS, o diretor do PROCON Estadual, lideranças locais, consumidores da área rural e urbana e imprensa local e estadual. 

A Audiência Pública irá acontecer no Salão Azul do Centro Administrativo Municipal  e  terá início às 18h com duração de até 3h  de trabalho ininterrupto.  Mais informações pelo  55 3421-4303.

Mutirão Nesta semana, a coordenação operacional da AES SUL-Alegrete estará realizando um Mutirão nos locais considerados prioritários para manutenção e prevenção das redes na zona rural do município. A demanda foi atendida após reunião com os orizicultores realizada no início do mês de janeiro na sede da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, onde os mesmos identificaram e apontaram os pontos essenciais para manutenção imediata.
Tags:
Fonte: Ass. dos Arrozeiros de Alegrete

Nenhum comentário