Saldo da Balança Comercial do Agronegócio cresce 3% em 2012

Publicado em 24/01/2013 12:14
351 exibições
Clique aqui para ampliar!

O saldo da balança comercial do agronegócio cresceu 3% em 2012, para US$ 79,4 bilhões, apesar das incertezas externas, que reduziram a demanda de compradores tradicionais, como a União Européia, por produtos agropecuários brasileiros. De acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), parte dos efeitos dessa contração foi compensada pela abertura e intensificação do comércio com mercados não tradicionais, como os países árabes e do continente africano.

O resultado da balança comercial, em 2012, também foi influenciado pela demanda da China, principal destino dos produtos agropecuários brasileiros. O país asiático absorveu 18,8% das exportações do setor no ano passado, quando os embarques para todos os mercados renderam US$ 95,8 bilhões, crescimento de 1% na comparação com 2011. Os gastos com importações totalizaram US$ 16,4 bilhões, o que representa queda de 6,2%, influenciada pela deflação generalizada dos preços médios de produtos que compõem a cesta de compras do Brasil no mercado externo.

O levantamento da CNA mostra que o complexo soja continuou sendo o principal produto agropecuário exportado pelo Brasil, com vendas de US$ 26,1 bilhões em 2012, crescimento de 8,2%. Destaque, também, para o milho, cujas vendas cresceram em função da quebra da safra norte-americana. No acumulado do ano, as vendas externas de milho chegaram a US$ 5,3 bilhões, valor que superou o faturamento registrado em 2011 em pouco mais de 101%.

Mercados - O fluxo de exportações do agronegócio com os países árabes cresceu 1.615%, entre 2000 e 2012, baseado principalmente na comercialização dos produtos do complexo carnes e setor sucroalcooleiro. No mesmo período, as transações comerciais com os países do continente africano aumentaram 1.311%.

Clique aqui e leia o boletim na íntegra 
Tags:

Nenhum comentário