Valor da produção de lavouras deve atingir R$ 283,5 bi em 2013

Publicado em 15/02/2013 15:56
321 exibições
Resultado é 16,3% superior ao registrado no ano anterior
A estimativa do Valor Bruto da Produção (VBP) das principais lavouras do País teve uma atualização no mês de fevereiro, com previsão de somar R$ 283,5 bilhões em 2013, alta de 16,3% sobre 2012. Os cálculos feitos pela Assessoria de Gestão Estratégica do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) são elaborados a partir dos levantamentos de grãos apresentados em janeiro pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada ao ministério da Agricultura, e pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além do cálculo sobre o preço dos produtos no mercado.

Devido à queda do preço da soja, houve revisão dos valores previstos para este ano. Na estimativa anterior havia-se trabalhado com o cálculo de R$73,25 por saca de 60 Kg e neste mês o preço usado foi de R$ 64,6 por saca, de acordo com informações do Cepea/USP, explicou o coordenador de Planejamento Estratégico da AGE do Mapa, José Garcia Gasques. A perspectiva para 2013 é que o total fosse de R$ 305,3 bilhões, no entanto, o resultado ainda é o maior da série histórica iniciada em 1997.

Os destaques quanto aos resultados positivos do Valor Bruto da Produção neste ano em relação a 2012 são o tomate, com acréscimo de 63,3%; laranja, +52,6%; feijão, +32,4%; soja, +30,8%; cebola, +26%; fumo, 21,3%; batata, 21%; trigo, +18,7%; milho, +17,8%; cana-de-açúcar, +7,5 % e maçã, +5,7%. No caso de soja e milho especialmente, esses resultados se devem a perspectivas favoráveis de produção e também aos níveis de preços desses produtos sobre o ano passado, destacou Gasques.

As regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul devem obter os maiores valores, com R$ 82,14 bilhões, R$ 82,13 bilhões e R$ 80,45 bilhões, respectivamente. Entre os estados, a perspectiva é que São Paulo lidere com R$ 49,9 bilhões, seguido por Mato Grosso (R$ 45,8 bilhões) e Paraná (R$ 38,7 bilhões).
Tags:
Fonte: Mapa

Nenhum comentário