Armazenagem de grãos no oeste catarinense perto de uma solução

Publicado em 21/02/2013 12:57 378 exibições
Investimentos nas áreas pública e privada estão sendo analisada por técnicos do Ministério
O problema enfrentado com a armazenagem de grãos no oeste catarinense foi o motivo principal da reunião com o deputado federal Celso Maldaner (PMDB/SC), e o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, nesta quinta-feira (21/02) no gabinete ministerial em Brasília. Com a participação de representantes do segmento cooperativado da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB) e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), além de prefeito e superintendente catarinenses, a pauta foi marcada pela busca de soluções a partir de investimento em um armazém público em local a ser definido, na região entre Xanxerê e Concórdia.

O tema em análise, no entanto, voltará ser discutido entre a bancada parlamentar e técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A participação do sistema cooperativo ou por meio de cerealistas são as alternativas encaminhadas para aumentar a capacidade de armazenamento em até 600 mil toneladas nos próximos seis anos. Ainda assim, ainda é necessário um estudo técnico que poderá compor o Plano Nacional de Armazenagem instituído pelo Mapa. Já os investimentos, com juros menores e prazos mais dilatados, serão submetidos ao Ministério da Fazenda, até abril, antes do lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2013-2014.

A preocupação no momento é a migração das agroindústrias catarinenses para outras regiões em razão do suporte logístico e estrutural limitado para acondicionar a safra em armazéns no estado. Segundo Mendes, é necessário buscar alternativas para investimentos não só em modelos de armazenagem pública, como também de empreendimento privado. “Vamos nos antecipar aos eventuais problemas de desabastecimento de grãos. Neste sentido, o produtor poderá programar o plantio sem ter problemas de armazenagem”, explicou.

A reunião também foi conduzida pelo secretário de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo, Caio Rocha, que tratou de alinhavar as medidas a serem tomadas junto às demais instâncias do Governo Federal.
Tags:
Fonte:
Mapa

0 comentário