Publicidade

Produtor brasileiro perde até R$ 7,00 por saco de grãos com o transporte da safra

Publicado em 08/03/2013 13:04 426 exibições
Levantamento feito pela assessoria econômica do Sistema Farsul aponta agravantes que fazem o produtor perder em competitividade e lucro, devido à má estruturação da logística de escoamento de produção até os portos. Com base  na safra de 2012, o custo com transporte de grãos no Brasil chega a ser 39% mais caro do que o americano, na comparação entre a propriedade rural até o porto em Xangai, na China.

Enquanto nos EUA o produtor gasta US $ 99 para fazer dois mil km com o escoamento da produção, o brasileiro paga US $ 158  para fazer a mesma distância. Conforme o presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, o cenário é de perda para o produtor e aumento de preço para o consumidor devido à legislação que compromete o desenvolvimento da matriz modal no Brasil. Para ele a tendência, é que a situação se agrave nos próximos anos e é necessário pensar e executar, mudança nesta matriz, principalmente no RS. Sperotto cita como exemplo, uma proposta de escoamento hidroviário pelos rios Taquari e Jacuí, que atravessam as principais regiões produtoras de grãos do estado, facilitando assim, o acesso pela Lagoa dos Patos  até o porto de Rio Grande. “Não vemos por parte do governo uma intensão clara de mudança. Temos uma malha ferroviária insuficiente e mal aproveitada, e um vasto campo hidroviário que precisa de investimentos, e que é capaz de escoar nossa produção de forma mais eficiente e barata.”- comenta o presidente.

Em termos de valores finais, o custo de escoamento para o produtor brasileiro é de até R$ 7,00 a mais por saco produzido, em comparação com americano. E no  Rio Grande do Sul, o custo de transporte de grãos para o porto de Rio Grande pode ser até 3 vezes  mais caro por km/tonelada do que o seu principal competidor (EUA).  O estudo também aponta como outros fatores podem impactar no distanciamento do lucro real para o produtor, como o aumento recente do combustível e a implantação da nova regulamentação sobre o tempo de direção dos caminhoneiros.

Tags:
Fonte:
AI Farsul

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário