72 toneladas de peixes mortos são retiradas de lagoa na zona sul do Rio

Publicado em 17/03/2013 19:13 275 exibições
Comentário e José Augusto Baldassari Jr.: O secretário do Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro já há anos é o eterno ambientalista Carlos Minc, tão eterno quanto esta tradicional mortandade de peixes que ocorre na Lagoa. Façamos votos para que ele recupere sua santa ira ambientalista e que ele aja com o mesmo rigor e violência quando foiMinistro do Meio Ambiente e perseguia Brasil afora os produtores rurais que ele chamava indiscriminadamente de criminosos. Isto é apenas mais um mero comentário, pois vivemos na terra do”não vira nada”.

Na tarde deste sábado, a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) finalizou o trabalho de remoção dos peixes mortos na Lagoa Rodrigo de Freitas, zona sul do Rio. Do local, foram retiradas 72 toneladas de peixes mortos, a maioria da espécie Savelha.

A mortandade foi registrada desde a última terça-feira (12). A suspeita é que a forte chuva do último fim de semana tenha carregado uma grande quantidade de carga orgânica (lixo, esgoto e folhas), o que pode ter provocado a redução do oxigênio da água e a mortandade dos animais.

As mortes foram registrada após a qualidade da água registrar seu nível crítico entre as tardes de segunda-feira e terça-feira (12). As medições são feitas diariamente pela Secretaria de Meio Ambiente do Rio.

Marcelo Sayão/Efe

Milhares de peixes mortos flutuavam na Lagoa Rodrigo de Freitas, devido à contaminação da água, e o cheiro é forte

Milhares de peixes mortos flutuavam na Lagoa Rodrigo de Freitas, devido à contaminação da água, e o cheiro é forte

Para o trabalho de remoção dos peixes, foram mobilizados 194 garis que tiveram o apoio de quatro embarcações, caminhões e kombis lava jato. Os funcionários retiraram pequenos peixes que ficaram presos na vegetação para garantir que o problema do mau cheiro seja resolvido.

O forte odor no local atrapalhou atletas que, nos últimos dois dias, participaram da seletiva sul-americana de remo na Lagoa.

Tags:
Fonte:
FSP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário