Exportações gaúchas caem 11,8% no primeiro bimestre

Publicado em 26/03/2013 09:48
238 exibições
A balança externa do Rio Grande do Sul em janeiro e fevereiro deste ano reflete as condições da produção do ano anterior. A observação do economista Bruno Caldas, da Fundação de Economia e Estatística (FEE), está baseada num crescimento de 17,3% em valor e 28,8% em preços, com queda de 9% em volume total de produtos agropecuários exportados. O dado apontado por ele é composto por uma importante redução nas vendas de grãos de soja (menos US$ 88,5 milhões em comparação com o mesmo período do ano anterior, ou -99,9% em valor, -100% em volume e crescimento de 141,5% em preços), registrada em função da quebra na safra, e da conquista de novos mercados no trigo (que cresceu US$ 89,3 milhões, com alta de 62,1% em valor, 29,6% em volume e 25,1% em preços) e no milho (com ganho de US$ 36,1 milhões).

Esses números da agropecuária, combinados à obtenção de US$ 348,2 milhões a menos pela exportação de produtos da indústria de transformação, compõem uma retração de 11,8% nas exportações do Rio Grande do Sul nos dois primeiros meses do ano. Um encolhimento que ultrapassa o verificado no País: - 7,8%. A retração nacional é explicada pela queda nas vendas de petróleo e de soja. O resultado coloca o Estado como o quinto maior exportador brasileiro, atrás de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pará.

Leia a notícia na íntegra no site do Jornal do Comércio
Tags:
Fonte: Jornal do Comércio

Nenhum comentário