André Pessoa e Marcos Jank se unem e lançam a Plataforma.Agro

Publicado em 23/04/2013 21:42 e atualizado em 24/04/2013 04:38 1726 exibições
Cinco empresas pretendem atuar com diretrizes para os proximos 20 anos


 

 Um grupo de cinco empresas lançou nesta terça-feira, a Plataforma.Agro, iniciativa liderada por André Pessoa e Marcos Jank. Esta nova empresa utilizará a sinergia e a expertise de um time multidisciplinar de especialistas para gerar respostas aos futuros desafios do agronegócio brasileiro.

 Pessoa e Jank iniciaram as discussões do modelo da Plataforma.Agro em meados de 2012, junto com André Nassar, líder do grupo de pesquisadores do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais. 

-- “Percebemos que a convergência de nossos esforços permitiria melhores resultados para clientes e parceiros. Após sair da presidência da UNICA (União da Indústria de Cana de Açúcar), Marcos propôs juntarmos nossos conhecimentos e experiências para estruturar um projeto onde pudéssemos olhar os próximos vinte anos do agronegócio, que deverão representar uma fase única na história do país”, explica André Pessoa.

 Para Jank, as duas próximas décadas serão um período de transformação e forte crescimento da  agropecuária nacional. “Trata-se de uma janela de oportunidades para o agronegócio que nunca existiu no Brasil”, afirma. 

A Plataforma.Agro possibilitará um esforço coordenado de avaliação dessas oportunidades e dos reflexos na otimização das cadeias produtivas, nas políticas públicas, na logística e na capacidade do setor produtivo se adequar, levando em consideração a competição pela terra e a forte interação das cadeias produtivas. 

-- “Qualquer cenário de longo prazo deve hoje incluir questões de sustentabilidade, ganhos de escala, diferentes arranjos produtivos e impactos da nova logística”, diz Jank.

 Em 2012, a Agroconsult, empresa líder brasileira em inteligência de mercados agrícolas que atende indústrias de insumos, máquinas, bancos e operadores logísticos, fundou o IPES  – Instituto de Pesquisa e Estudos Setoriais, em sociedade com o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues e com Caetano Haberli, que atuou como executivo de marketing da Bunge. Na sequência, incorporou a Bigma Consultoria, de Maurício Nogueira, especializada no mercado pecuário, após dois anos de parceria na realização de projetos, entre os quais o Rally da Pecuária.

 Com a definição do modelo da Plataforma.Agro, o grupo de pesquisadores liderado por André Nassar cria agora uma empresa, a Agro.Icone, partindo da experiência de 10 anos com projetos ligados a negociações e comércio internacional, segurança alimentar, questões regulatórias, dinâmica de uso da terra, sustentabilidade, mudanças do clima, certificações, mapeamento de tecnologias e outros.

 Por fim, Bernardo Rudorff, pesquisador recém aposentado do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) também ingressa na Plataforma.Agro, acompanhado da equipe de especialistas em geotecnologias aplicadas que realizou, entre outros, o projeto CANASAT, de monitoramento das áreas de expansão de cana-de-açúcar, e o projeto da Moratória da Soja no Bioma Amazônia.

 “Nossa ideia é manter a individualidade de cada empresa entregando ao mercado uma solução mais completa, que explora as sinergias de um grupo de 50 experientes profissionais a serviço da qualidade das informações que temos capacidade de gerar”, explica Pessoa.

 Uma holding recém criada detém participações nas cinco empresas reunidas na Plataforma.Agro, sob as marcas:

 •                    AGRO.CONSULT Consultoria e Projetos – com coordenação de André Pessoa, Marcos Jank e Maurício Nogueira. Sua atuação continuará focada na análise de mercados, investimentos e estratégias de empresas que atuam nos diferentes elos do agronegócio:  indústrias de insumos, máquinas e equipamentos, produtores agropecuários e cooperativas, instituições financeiras, operadores logísticos e outros;

 •                    AGRO.ICONE Agricultura, Energia e Sustentabilidade – coordenada por André Nassar e Marcos Jank, focará sua atuação na análise do agronegócio global; construção de cenários e estudos de impacto; ferramentas para avaliação de sustentabilidade e regularização ambiental; e acompanhamento de políticas públicas e marcos regulatórios;

 •                    AGRO.SATÉLITE Geotecnologia Aplicada, liderada por Bernardo Rudorff, que coordenará uma equipe de  especialistas em análise de imagens de satélites e geotecnologias aplicadas ao agronegócio;

 •                    AGRO.IPES Instituto de Pesquisa e Estudos Setoriais, com Caetano Haberli à frente atuando na área de pesquisas de mercados e fornecimento de serviços aos agentes do agronegócio, fundamentados na geração de fontes primárias de informação para o entendimento das cadeias de valor;

 •                    AGRO.EVENTOS Conteúdo e Relacionamento, liderada por André Pessoa e Marcos Jank, será responsável pela organização dos projetos Rally da Safra e Rally da Pecuária, além do desenvolvimento de conteúdo para eventos proprietários e de empresas do agronegócio.

Tags:
Fonte:
Ascom

0 comentário