CNA estima crescimento de 9,9% do valor bruto da produção em 2013

Publicado em 13/05/2013 18:17 334 exibições
Valorização dos preços e aumento da produção podem garantir VBP de R$ 435,3 bilhões no ano
A valorização dos preços da maioria dos produtos agropecuários no acumulado do ano, apesar das quedas registradas em março, elevou para 9,9%, para R$ 435,3 bilhões, a estimativa de crescimento do Valor Bruto da Produção (VBP) em 2013, segundo estimativa divulgada nesta segunda-feira (13/05) pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).  De forma isolada, o setor agrícola deve faturar R$ 269,4 bilhões, crescimento de 10,5% no ano.

Além da alta dos preços, a produção de algumas culturas é maior neste ano, também contribuindo para a elevação do faturamento. No caso da soja, o avanço da colheita da safra 2013/2014 e as dificuldades para exportar o grão têm influenciado negativamente o ritmo dos preços.  Esses fatores não têm comprometido a receita da cadeia, pois as cotações permanecem em patamares elevados e a produção é 23,4% superior a da safra passada.

Os fatores logísticos e a expectativa de boa produção na safrinha também têm reduzido os preços do milho no mercado interno, apesar de expectativa de VBP para o ano se manter positiva. O faturamento bruto obtido com a venda de milho deve somar R$ 38,7 bilhões, crescimento de 10,5% em relação ao valor de 2012. Esse desempenho reflete o aumento de 6% da produção do cereal e a valorização dos preços do grão no acumulado de 2013.

Para o café, estima-se que o VBP some R$ 16,1 bilhões neste ano, queda de 35,9% em relação a 2012. A retração dos preços, influenciada pelo movimento especulativo de aposta de queda no curto prazo, e os problemas financeiros do Chipre têm reduzido as cotações do grão na Bolsa de Nova York. Segundo a CNA, a redução da produção no México e na América Central em função de problemas fitossanitários e a forte estiagem no Vietnã não têm sido suficiente para alterar esse cenário.

Pecuária - O VBP da pecuária brasileira deve atingir, em 2013, R$ 165,9 bilhões, aumento de 9% no faturamento em relação a 2012, quando chegou a R$ 152,2 bilhões. No leite, o rendimento esperado é de R$ 32,5 bilhões, acréscimo de 8,6% ao registrado em 2012, resultado da elevação de 6,4% de preços. O aumento do custo com a alimentação, em virtude principalmente da aceleração das cotações de milho, levaram os produtores a reduzir a produção e os investimentos na atividade no decorrer do ano passado.
Tags:
Fonte:
CNA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário