Governo quer identificar áreas e culturas com maior potencial para irrigação

Publicado em 20/05/2013 14:09 e atualizado em 20/05/2013 14:49 481 exibições

O governo encomendou um estudo para identificar as áreas e as culturas com potencial de irrigação. Segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o país aproveita apenas 15% do potencial irrigável.

O Plano Diretor Nacional de irrigação conta com a parceria do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), que tem até outubro para fazer esse diagnóstico e apontar soluções para o incremento da agricultura irrigada. O governo acredita que vai ser possível dobrar a produção, que hoje está em cinco milhões de hectares, segundo a Agência Nacional de Águas, em um prazo de seis anos.

Para a CNA, a área irrigada é equivalente a menos de um quinto do potencial do país. A irrigação é frequente no cultivo de cana de açúcar e arroz, principalmente nas regiões sul e sudeste. Segundo o secretario Nacional da irrigação do Ministério da Integração Nacional, Guilherme Orair, é importante apostar na melhoria dessas ações.

- A irrigação leva ao aumento da produtividade, mas ela leva também a redução do risco climático associado à atividade agrícola. Então esse é o caminho como levar a informação ao agricultor.

Para melhorar a condição brasileira, o Ministério da Integração Nacional está fazendo um Plano Diretor Nacional de irrigação e encomendou ao IICA um levantamento sobre as áreas e potenciais irrigáveis no país. O assessor técnico da Comissão Nacional de Meio Ambiente da CNA, Nelson Ananias Filho, aponta necessidade de avançar:

- Nós precisamos de mais financiamento nessa área tanto para aquisição de equipamentos quanto para projetos de irrigação pra capacitação da mão de obra, para adequação ambiental até da propriedade rural para captação e reservação da água, para infraestrutura, energia elétrica.

Com as políticas públicas, espera-se dobrar a produção. Segundo o secretário Nacional de irrigação do Ministério da Integração Nacional, Guilherme Orair, o governo está otimista:

- A gente fala em dobrar essa área irrigada em seis anos e nós estamos fazendo uma série de ações que mostram isso. Primeiro, em novembro do ano passado, lançamos o Programa Mais irrigação. Um programa estratégico voltado para irrigação pública, que já mostra um certo avanço. São R$ 10 bilhões investidos na área. A água na medida certa garante três safras em apenas 12 meses. O assessor técnico da Comissão Nacional do Meio Ambiente da CNA, Nelson Ananias Filho, lembra que os produtores rurais temem que o caos logístico dificulte o escoamento de mais grãos.

- A gente está vivendo esse apagão logístico para escoamento de grãos. Se a gente aumentar a produtividade, através da irrigação, nós vamos ter dificuldades de escoar essa safra. Então, a questão de armazenamentos também e infraestrutura, são os principais entraves no desenvolvimento da irrigação no país hoje. irrigação por aspersão é alternativa para produzir arroz com menos Consumo de água, indica estudo.

Tags:
Fonte:
Agência Nacional das Águas

0 comentário