No G1: Polícia prende suspeito de matar indígena a tiros em Paranhos, MS

Publicado em 14/06/2013 06:41 e atualizado em 14/06/2013 16:27 514 exibições
Delegado nega envolvimento com conflito agrário (do G1 MS)

Do G1 MS

Paranhos (Foto: Editoria de arte/G1)

Paranhos (Foto: Editoria de arte/G1)

Um homem de 35 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (13) suspeito de matar um indígena de 34 anos a tiros em Paranhos, a 477 km de Campo Grande. Segundo o delegado responsável pelo caso, Rinaldo Moreira, com o suspeito foi encontrada uma blusa com vestígios de sangue e espingarda do mesmo calibre que a usada no crime. Ele nega ter cometido o assassinato.

Ainda segundo Moreira, o homem é empregado da fazenda onde ocorreu o crime e foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo. O suspeito disse à polícia que as manchas de sangue na camisa são de matança de carneiro. Segundo a polícia, a roupa é de cor branca, mesma usada pela pessoa que atirou na vítima.

Mesmo o suspeito sendo empregado na fazenda do produtor rural, o delegado descartou que o motivo do homicídio tenha sido conflito agrário na região.

Emboscada
O crime aconteceu em uma estrada de acesso de uma fazenda. O índio estava acompanhado do pai e iria para à propriedade receber o pagamento por serviços prestados. O pai relatou à polícia que, antes de chegarem, foram abordados por um homem encapuzado que atirou com uma espingarda e com uma pistola diretamente no indígena. A vítima morreu no local.

Durante busca realizada na fazenda, a polícia apreendeu, além da espingarda e camisa, oito cartuchos de munição calibre 28 e um capacete. O delegado não estipulou fiança criminal, devido a sequência das investigações. O suspeito vai ser transferido para a delegacia de Sete Quedas, a 459 km de Campo Grande.

O último conflito aconteceu no dia 10 de agosto do ano passado, quando os índios relatam que foram atacados por pistoleiros quando ocupavam área no entorno da aldeia. A Polícia Federal instaurou um inquérito para apurar o caso.

Tags:
Fonte:
G1 MS

0 comentário