Setembro: Preços do milho no mercado interno recuam 4,7%; mercado de soja ainda de olho nos EUA

Publicado em 04/10/2013 09:39 e atualizado em 07/10/2013 09:26
829 exibições

O Espírito Santo Investment Bank divulgou o informativo Agropack com dados de setembro dos principais mercados agrícolas. Entre os destaques estão o milho, onde a oferta maior está pressionando as cotações; a soja, de olho na produtividade norte-americana; os preços da cana-de-açúcar revertendo a tendência dos últimos meses; os fundamentos baixistas do mercado do café; a valorização do mercado do boi gordo com o aumento do consumo interno. 

Milho: Os preços do milho caíram 4,7% em setembro e nós acreditamos que poderão cair mais. A colheita da safrinha no Brasil está encerrada e a superoferta do grão agrava a situação de armazenamento insuficiente e logística ruim. Atualmente, o tempo de espera para carregar um navio graneleiro está ao redor de 100 dias. Isto tem afetado a competitividade do milho brasileiro no mercado internacional.

Soja: Os relatórios de produtividade da safra norte-americana serão os “drivers” do mercado da soja para as próximas semanas. As chuvas de meados de setembro amenizaram parte das preocupações com a produção dos EUA. Com isto, o USDA revisou para cima áreas consideradas boas e excelentes de 50,0% para 53,0%.

Por outro lado, a demanda deve seguir em alta, principalmente pelo produto norte-americano, uma vez que a Argentina passa por problemas ecônomicos e as filas de carregamento dos navios nos portos brasileiros é grande. O mercado está atento se o USDA publicará o relatório do dia 11 de outubro e como ele abordará a produção da oleaginosa em sua reta final. Porém, na medida em que a colheita nos EUA avança, há espaço para recuos comedidos em curto prazo.

Açúcar/etanol: Virada de preços do açúcar. Além da umidade em excesso em canaviais do Centro-Sul, que atrapalha a colheita da cana-de-açúcar, algumas usinas interromperam a moagem. Isto fez com que a produção de açúcar nos primeiros 15 dias do mês fosse 5,5% menor em relação ao mesmo período de 2012, de acordo com dados da UNICA. Os preços do açúcar em São Paulo subiram 6,1%em setembro, contrariando a tendência dos últimos meses. Porém, se confirmadas as estimativas de produção acima do esperado em países como Índia, Tailândia e Filipinas, poderá haver pressão de baixa.

Pelas mesmas razões e com a ajuda da demanda, os preços do etanol tiveram alta de 7,8% em setembro. De abril até meados de setembro, a produção total de etanol foi 25,9% maior na comparaçao anual. É importante lembrar que colheita em algumas áreas do Nordeste começou e isto pode diminuir, em parte, a demanda do do produto do Centro-Sul. 

Café: Os aguardados leilões de opções de venda do café ocorreram entre as três últimas semanas de setembro. Os volumes ofertados de São Paulo e Minas Gerais foram 100,0% tomados em cada leilão. Porém, a demanda foi tímida para o produto da Bahia, Espiríto Santo e Paraná. A colheita no Brasil está praticamente finalizada e os fundamentos desenham um cenário de baixa em função da recuperação da produção colombiana, a proximidade do período de colheita no Vietnã, a boa oferta da safra brasileira (47,5 milhões de sacas) para uma fase de baixa e pelas chuvas a partir de meados de setembro na maiora das regiões produtoras do Brasil, que favorecem a produtividade da próxima temporada.

Boi Gordo: Sinais claros da entressafra. A dificuldade dos frigoríficos em comprar animais terminados tem afetedo todo o Brasil Central. Em setembro, os preços do boi gordo subiram 6,7% ou R$6,89/@, em São Paulo. No mesmo período, a carcaça casada no atacado teve alta de 10,9%, o que mostra que o consumo interno tem sido o principal driver destas valorizações. As exportações de carne in natura em setembro foram 7,5% maiores na comparação anual e 11,6% superiores do que o embarcado no mês anterior. As expectativas de manutenção da oferta pequena de boiadas também dá o tom altista. Em relação aos embargos russos às exportações, nós acreditamos que as indústrias não serão afetadas, pois os embarques deverão ser realocados. O grande parque industrial do país permite esta flexibilidade.

No mercado financeiro, o crédito e a continuação do crescimento dos empréstimos em agosto, tanto para PF como PJ; a paralisação do governo norte-americano que já afeta os participantes do mercado agrícola, uma vez que os relatórios não estão sendo publicados.

Sobre os frigoríficos, o Espírito Santo destaca: 

Minerva (BEEF3, Compra, PJ R$12.0) – Nossa expectativa é de que a empresa apresente um resultado forte no 3T13 em função da alta do preço da carne bovina

Marfrig (MRFG3, Compra, PJ R$7.40) – Concluiu a venda da Seara Brasil e da Zenda

V-Agro (VAGR3, Compra, PJ R$4.60) – Iniciamos a cobertura com Compra uma vez que acreditamos que a empresa será uma das ganhadores do crescente papel do Brasil na alimentação do mundo

No link abaixo, confira o informativo completo do Espírito Santo Investment Bank com informações também sobre o clima para as próximas semanas e próximos meses. 

>> Agropack Setembro - Espírito Santo Investment Bank

Tags:
Fonte: Espírito Santo Investment Bank

0 comentário