FEMAGRI 2014 movimenta economia da região de Guaxupé/MG

Publicado em 07/02/2014 14:51 589 exibições
Hotelaria e alimentação são os principais setores beneficiados com a realização do evento promovido pela Cooxupé

A realização da FEMAGRI – Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas não só reflete na economia dos cafeicultores que passam pelo evento em busca de soluções para suas lavouras, mas no cenário econômico da região de Guaxupé/MG. Promovido pela maior cooperativa de produtores de café, a Cooxupé, o evento será realizado neste ano entre os dias 12 e 14 de fevereiro.

O município de Guaxupé receberá milhares de visitantes por conta da feira. Mais de 100 empresas expositoras estão confirmadas, contando com a presença diária de, pelo menos, 1.000 colaboradores. Além deles, a própria Cooxupé terá na cidade 60 colaboradores de seus núcleos instalados em outros municípios. Com relação aos visitantes, a expectativa é que mais de 20 mil pessoas passem pela FEMAGRI durante os três dias.

Segundo a Associação Comercial e Industrial de Guaxupé, a movimentação acontece em diversos setores do comércio da cidade, mas o de alimentação e de hotelaria são os que apresentam maior impacto. Todos os hotéis do município ficam com as vagas completamente preenchidas neste período. A feira também oportuniza para as cidades vizinhas, como Guaranésia, uma diferente movimentação por conta da vinda de visitantes e de pessoas que irão trabalhar no evento.

Hotéis lotados

O período em que acontece a FEMAGRI é considerado alta temporada pelos hotéis da região. Em Guaranésia, as reservas em uma pousada de 24 apartamentos já estão esgotadas, segundo a gerente Débora Gonçalves Alexandre. Os expositores são, segundo ela, a maioria dos hóspedes que se instalarão nos três dias de Feira.

Em Guaxupé, um dos hotéis situados no centro da cidade, já está com os seus 56 apartamentos reservados. “Para garantirem seus lugares, os clientes já fizeram suas reservas 90 dias antes do evento. A Feira traz para nós um fluxo 40% maior nas hospedagens”, conta o gerente administrativo Marco Antônio Pereira.

Para Simone Augusto, da Associação Comercial e Industrial de Guaxupé, a realização da FEMAGRI tem grande importância para Guaxupé e cidades vizinhas. “É do nosso conhecimento que tanto os hotéis de Guaxupé quanto os da região já estão com vagas lotadas. Além da movimentação econômica temos também a questão das pessoas que acabam conhecendo o município com possibilidade de voltar. Outro ponto importante é a projeção nacional que a feira proporciona para Guaxupé”, diz.

Mais lenha no fogo

A movimentação no setor de alimentação em Guaxupé também reflete na rotina dos restaurantes da cidade. Um deles, situado no centro do município, elabora um cardápio diferente, com mais opções, para atender o público da feira. “O aumento de 30% no fluxo de clientes também nos faz contratar um garçom temporário durante os dias da FEMAGRI”, diz uma das gerentes, Rosemeire da Silva Gomes.

Adriana Ferreira, gerente de outro restaurante, disse que a Feira provoca um fluxo 40% maior comparado aos dias considerados comuns. “Aumentamos o volume das opções de refeição e, além disso, contratamos dois garçons extras e um ajudante de cozinha durante a realização do evento”, revela.

Na FEMAGRI

Com 140 estandes e mais de 110 expositores divididos em 107 mil m² de área, dos quais 20 mil são de área coberta, a organização da FEMAGRI espera manter nesta edição o volume de negócios gerados no ano passado: R$ 50 milhões. “A Cooxupé investe na realização da feira, pois acreditamos que, mesmo com o momento atual do café, é fundamental que o produtor faça investimento para melhorar, inclusive, seus custos na lavoura”, afirma Carlos Paulino da Costa, presidente da Cooxupé.

Tags:
Fonte:
Femagri

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário