Bolsa de valores: Após Datafolha, Ibovespa sobe ao maior nível desde novembro

Publicado em 07/04/2014 18:55 387 exibições
em veja.com.br

Depois de dois pregões de realização de lucros, a BM&FBovespa voltou a subir nesta segunda-feira e retomou o patamar de 52 mil pontos, encerrando no maior nível desde o fim de novembro. Segundo analistas, os dois principais fatores que impulsionaram o desempenho são a pesquisa de intenção de voto, que mostrou queda da presidente Dilma Rousseff, e o aumento do fluxo de estrangeiros na bolsa. Petrobras e BB dispararam e foram os destaques do dia.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 2,10%, aos 52.155,28 pontos, maior nível desde os 52.482,49 pontos de 29 de novembro do ano passado. Na mínima da sessão, registrou 51.115 pontos (0,07%) e, na máxima, 52.229 pontos (2,25%). No mês, acumula ganho de 3,45% e, no ano, valorização de 1,26%. O giro financeiro do dia totalizou 7,350 bilhões de reais.

Leia também:
O Datafolha e as mudanças

Os papéis da Petrobras (ON e PN) tiveram alta de mais de 6%, enquanto as ações do Banco do Brasil subiram 4,88%. As ações ordinárias da Eletrobras, que haviam avançado 14% na semana passada, fecharam em alta de 3,2% nesta segunda.

pesquisa Datafolha  divulgada no fim de semana voltou a contagiar positivamente o mercado financeiro. Ela mostra que a presidente Dilma (PT) perdeu 6 pontos porcentuais em intenção de voto, recuando para 38%. Ainda assim, o levantamento aponta que ela venceria no primeiro turno. Os seus prováveis adversários, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), registraram 16% e 10% das intenções, respectivamente.

Não é a primeira vez que o cenário político interfere no desempenho da bolsa. Desde a queda de Dilma na pesquisa CNI/Ibope, há pouco mais de uma semana, o mercado vemrespondendo positivamente a cada mensagem que mostre a redução das chances de uma nova reeleição do PT. Na semana passada, quando o Datafolha protocolou ofício no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informando a execução da pesquisa, a bolsa também subiu.

(Com Estadão Conteúdo)

Tags:
Fonte:
veja.com.br

0 comentário