Aurora Alimentos é a melhor empresa do setor de aves e suínos do País, aponta revista Exame

Publicado em 26/06/2014 15:38 572 exibições

A Cooperativa Central Aurora Alimentos foi eleita a melhor empresa do setor de aves e suínos de acordo com o anuário Melhores & Maiores: as 1000 maiores empresas do Brasil, que a revista Exame publicou neste mês de junho de 2014.

O presidente Mário Lanznaster repartiu a conquista com os mais de 60 mil produtores rurais cooperados, com as 12 cooperativas agropecuárias que integram o sistema Aurora e com os 22.500 trabalhadores da empresa. “Todos atingiram elevado nível de eficiência para chegarmos a esse resultado”, resumiu.

Criado há 41 anos pela Editora Abril, o anuário tornou-se o mais amplo e confiável retrato do ambiente empresarial brasileiro. O levantamento está fundamentado no balanço do exercício 2013 e em base de dados oficiais.

As empresas ranqueadas foram avaliadas conforme critérios de excelência empresarial desenvolvido pelo ranking Melhores & Maiores: uma ponderação de resultados obtidos em crescimento das vendas, lucro, patrimônio, rentabilidade, capital circulante líquido, liquidez geral, endividamento, riqueza criada, número de empregados, riqueza criada por empregado, controle acionário e EBITDA, abreviatura da expressão inglesa que significa lucro antes de descontar os juros, os impostos sobre o lucro, a depreciação e a amortização.

A Cooperativa Central Aurora Alimentos ocupa o 91o lugar entre as 500 maiores do País por vendas, 18 posições acima em relação ao ano-base anterior.

Na categoria de bens de consumo é a 11a em pontos obtidos; a sétima em crescimento, a oitava em liderança de mercado e a sexta em rentabilidade.

No cenário de Santa Catarina, de acordo com os indicadores apurados pela EXAME, é a quarta empresa em crescimento, a quinta em rentabilidade e a segunda em vendas.

Na estratificação das 100 maiores da região sul figura em quinto lugar (cinco posições acima em relação ao ano anterior).

A Aurora também é a vigésima entre as 400 maiores do agronegócio nacional (subiu quatro posições). Entre as 50 maiores do agronegócio do Brasil, ostenta o seguinte status: 13a em lucro, 36a em ativos totais, 3a em empregados diretos. Entre as 50 maiores do agro no Sul, é a terceira.
A Cooperativa Central Aurora Alimentos obteve, em 2013, uma receita operacional bruta de 5 bilhões 711 milhões de reais, com 23,6% de crescimento em relação ao ano anterior. As sobras do exercício foram de 302 milhões de reais (66% de incremento) e tiveram a seguinte destinação: 150 milhões para Fundos de Reservas, 104 milhões capitalizados às 12 cooperativas filiadas e 44 milhões distribuídos às filiadas.

No conjunto empresarial, o negócio “suínos” representa 49% da receita bruta da Cooperativa Central, o negócio “aves” 33%, o negócio “lácteos” 12% e os demais setores (massas, bovinos, rações etc) 6%.  Essa estratificação está expressa na receita bruta por segmento de negócio: suínos 2 bilhões 818 milhões; aves 1 bilhão 907 milhões; lácteos 653 milhões; bovinos 60 milhões; massas 62 milhões e outros itens 209 milhões de reais.

As vendas no mercado interno somaram 4 bilhões 655 milhões e  representaram 81,52% das receitas totais  As vendas no mercado externo representaram 1 bilhão e 55 milhões ou  18,63% da receita bruta.

EFEITOS SOCIAIS
O quadro de pessoal diretamente empregado pela Cooperativa Central Aurora Alimentos teve uma expansão de 19,5% em 2013, passando a 21.249 colaboradores. O quadro laboral é formado em 55% por homens e em 45% por mulheres. Foram contratados, durante o ano, 3.468 novos trabalhadores para diversas áreas e setores. Outros números também revelam a importância social e econômica da Aurora. A cooperativa gerou, no ano passado, 758 milhões de reais em tributos e 996 milhões de reais em valor adicionado na atividade industrial. Aos trabalhadores foram transferidos 626 milhões de reais em remuneração, benefícios e encargos sociais.

AURORA
A Coopercentral Aurora Alimentos é um conglomerado agroindustrial sediado em Chapecó (SC) que pertence a 12 cooperativas agropecuárias, sustenta 22.500 empregos diretos e tem uma capacidade de abate de 16.500 suínos/dia, 858 mil aves/dia e um processamento de 1,5 milhão de litros de leite/dia. Mantém 42 estabelecimentos: oito unidades industriais de suínos, seis unidades industriais de aves, seis fábricas de ração, 13 unidades de ativos biológicos (incluindo granjas, incubatórios e unidade de disseminação de gens), oito unidades de vendas e a sede central (matriz).

Tags:
Fonte:
MB Comunicação

0 comentário