Índice CEAGESP recua 5,34% em junho

Publicado em 03/07/2014 15:12 229 exibições
Condições climáticas favoráveis aumentam o volume ofertado e derrubam os preços no atacado. O indicador registra queda de 3,55% no ano e de 0,62% nos últimos 12 meses.

Em  Junho, o Índice de preços CEAGESP caiu 5,34%. Esta é a terceira queda consecutiva dos preços praticados no atacado. Assim, o indicador encerra o semestre com baixa de 3,55% e contribui para manter a inflação do setor de alimentos in natura em níveis bastante satisfatórios.

Todos os setores da CEAGESP registraram redução dos preços praticados. “Além da retração do consumo, habitual nesta época do ano, as condições climáticas têm favorecido a produção. A baixa incidência de chuvas nas regiões produtoras e as temperaturas mais amenas propiciam ótimas colheitas e excelente qualidade”, explica Flávio Godas, economista da CEAGESP.

O setor de frutas caiu 4,32%. As principais queda foram do morango (-43,3%), uva rubi (-26,7%), caju (-25,4%), melancia (-23,3%), abacaxi havaí (-21%), manga tommy (-14,1%) e laranja pêra (-12%). As principais altas no setor foram do mamão papaya (19,8%)  e figo (22,8%). 

O setor de legumes registrou queda de 6,31%. Principais baixas: Pimentão amarelo (-38,5%), tomate (-22,5%), cenoura (-20,7%), beterraba (-20,3%), berinjela (-19,3%) e batata doce (-10,1%). Principais altas: Vagem (40%), quiabo (22,9%), abobrinha italiana (17,1%) e  abobrinha brasileira (15,5%).  

O setor de verduras recuou 13,18%. Principais quedas: Repolho (-36,7%), acelga (-30,7%), catalonha (-27,1%), agrião (-24%), couve (-21,8%), escarola (-20,7%) e almeirão (-18,95). Principais altas: couve-flor (8,6%) e milho verde (3,4%).   

O setor de diversos caiu 10,89%.  Principais quedas: Batata lisa (-21,2%), batata comum (-19,9%), coco seco (-17,8%), milho pipoca (-11,3%) e, ovos (-10,8%) e cebola nacional (-9,7%). Não houve elevações significativas no setor.

O setor de pescados recuou 2,19%. Principais baixas: Sardinha congelada (-17,1%), Robalo (-14,9%), Camarão (-12,6%), salmão (-9,7%) e namorado (-9,2%). Principais altas: Cavalinha (22,2%), corvina (23,4%) e anchovas (6,9%). 

Tendência

As frutas deverão permanecer com preços reduzidos, notadamente as de inverno, tropicais e citros como laranja, limão, tangerina, melancia, abacaxi, abacate, morango, uva, entre outros. Os legumes e, principalmente, as verduras, estão com preços muito próximos aos de custo de produção, assim, as quedas tendem a ser  menos expressivas nos próximos meses.

 

Tags:
Fonte:
Ceagesp

0 comentário