Na FOLHA: Aécio empata com Marina, e Dilma lidera com 40%, mostra Datafolha

Publicado em 02/10/2014 19:22 e atualizado em 03/10/2014 05:53 2150 exibições
POR RICARDO MENDONÇA, da FOLHA DE SÃO PAULO

A três dias da eleição, Aécio Neves (PSDB) conseguiu empatar com Marina Silva (PSB) na disputa pelo segundo lugar da corrida presidencial.

Pesquisa Datafolha concluída nesta quinta-feira (2) mostra Marina com 24% das intenções de voto, Aécio com 21%.

Como a margem de erro do estudo é de dois pontos para mais ou para menos, a situação é de empate técnico entre os dois postulantes.

A tendência é de uma briga bastante acirrada pelo ingresso no segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff (PT), líder isolada do primeiro turno com 40% –o mesmo patamar dos dois últimos levantamentos.

Marina cai ou oscila para baixo pesquisa após pesquisa desde o início de setembro. No mesmo período, o correu o oposto com Aécio. A vantagem da pessebista sobre o tucano chegou a ser de 20 pontos. Hoje é de 3 pontos.

Juntos, os outros candidatos somam 4% das intenções de voto. Luciana Genro(PSOL), Pastor Everaldo (PSC) e Eduardo Jorge (PV) têm 1% cada, enquanto os demais totalizam 1%. Brancos são 5%, eleitores dispostos a votar nulo representam outros 5%.

Em votos válidos (conta que descarta brancos e nulos), o placar do primeiro turno é Dilma com 45%, Marina com 27%, Aécio com 24%.

Nos testes de segundo turno, Dilma vence tanto Marina quanto Aécio com o mesmo resultado: 48% a 41%.

Datafolha 12.022 entrevistas em 433 municípios por encomenda da Folha em parceria com a TV Globo. Os eleitores foram ouvidos nesta quarta (1º) e nesta quinta (2). O nível de confiança é de 95% (em 100 levantamentos com os mesmos métodos, os resultados estarão dentro da margem de erro em 95 ocasiões). O registro da pesquisa no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-00933/2014 

  Editoria de Arte/Folhapress  
 

Datafolha em SP: Alckmin venceria no 1º turno

Candidato tucano à reeleição subiu um ponto porcentual nas intenções de voto, enquanto o seu rival, Paulo Skaf (PMDB), caiu um ponto

Geraldo Alckmin (PSDB), Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT)

Geraldo Alckmin (PSDB), Paulo Skaf (PMDB) e Alexandre Padilha (PT) (Felipe Cotrim/Divulgação/VEJA.com)

A três dias das eleições, o governador de São Paulo e candidato à reeleição, Geraldo Alckmin (PSDB), se consolidou na liderança à disputa ao Palácio dos Bandeirantes e seria reeleito no primeiro turno, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira.

Encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, o levantamento mostra que o tucano subiu um ponto porcentual nas intenções de voto — de 49% a 50% —, enquanto o seu principal adversário, o peemedebista Paulo Skaf, caiu um ponto — de 23% a 22%. Em terceiro colocado, aparece o petista Alexandre Padinha com 11% — na pesquisa anterior, ele tinha 10%. Os nanicos Gilberto Natalini (PV), Laércio Benko (PHS) e Gilberto Maringoni (PSOL), marcaram 1%. Os votos brancos e nulos somaram 7%, e os indecisos, também 7%. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Na simulação de segundo turno entre Alckmin e Skaf, o tucano venceria as eleições por 56% a 31%. No cenário com Alckmin e Padilha, o governador ganharia por 65% a 23%.

O instituto ouviu 2.112 eleitores em 60 municípios do estado entre os dias 1 e 2 de outubro. A sondagem está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número SP-00054/2014 e BR-00933/2014.

Senado - Na disputa ao Senado, a sondagem mostra que o candidato petista, Eduardo Suplicy, diminuiu a vantagem para o tucano José Serra, que se manteve com 39% das intenções de voto. Suplicy oscilou positivamente de 30% para 33%. Em terceiro lugar, Gilberto Kassab caiu de 9% para 8%. A soma dos votos brancos e nulos somaram 8%, e indecisos, 9%. A margem de erro é de pontos para cima ou para baixo. A pesquisa foi registrada com o número SP-00054/2014

Datafolha no RS: Tarso vira e assume a dianteira

Cenário é de empate técnico entre o candidato à reeleição, que subiu um ponto porcentual, e Ana Amélia Lemos, que caiu três

Tarso Genro (PT) e Ana Amélia (PP)

Tarso Genro (PT) e Ana Amélia (PP) (Ag. Senado)

O governador do Rio Grande do Sul e candidato à reeleição, Tarso Genro (PT), virou a disputa e assumiu a dianteira contra a principal adversária, Ana Amélia Lemos (PP), segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira. Como a margem de erro é de três pontos para mais ou para menos, os dois candidatos continuam empatados tecnicamente — Tarso marca 32%, enquanto a Ana Amélia tem 28%. 

Na simulação de segundo turno, Ana Amélia venceria Tarso por 44% a 41%. No cenário com Sartori, o peemedebista ganharia por 45% a 40%. Já numa disputa entre Sartori e Ana Amélia, o peemedebista superaria a senadora por 41% a 38%.

Encomendada pela TV RBS, a sondagem também mostra que a disputa pelo segundo lugar não está definida já que o candidato do PMDB, José Ivo Sartori, subiu seis pontos porcentuais — de 17% a 23% –, empatando tecnicamente com Ana Amélia.

O candidato Vieira da Cunha (PDT) marcou 2%, e Roberto Robaina (PSOL), 1%.  Os votos brancos e nulos somaram, 3%, e os indecisos, 11%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-00933/2014.  

Senado - A disputado pelo Senado se manteve empatada entre Lasier Martins (PDT) e Olívio Dutra (PT). O pedetista aparece com 31% das intenções de voto, e o petista, com 30%. Em terceiro lugar, vem o atual senador Pedro Simon (PMDB), com 13%. 

Tags:
Fonte:
Folha de S. Paulo

0 comentário