Rio Grande do Sul: Relatório Econômico 2014 & Perspectivas para 2015

Publicado em 16/01/2015 15:56
605 exibições
Sistema Farsul divulga resultado das exportações do agronegócio gaúcho

A Assessoria Econômica do Sistema Farsul divulgou o Relatório Sobre as Exportações e Importações do Agronegócio Gaúcho. Além da comparação entre os dois últimos meses do ano, o levantamento também analisa o desempenho do setor em 2014 que exportou US$ 12,190 bilhões, 6,56% a menos do acumulado de 2013. Apesar da queda no valor final, alguns produtos tiveram bom desempenho. É o caso do segmento lácteo, que na comparação entre dezembro de 2013 e 2014, obteve um crescimento de 8.100 % (oito mil e 100).

O economista do Sistema Farsul, Antônio da Luz, aponta a soja e o trigo como principais responsáveis pela queda das exportações. Ele explica que a grande safra norte americana  unida com a capacidade logística daquele país, fizeram com que o Brasil não tivesse condições de concorrer no mercado internacional. Em relação ao trigo, além dos problemas climáticos que afetaram a produção do grão, da Luz aponta a isenção da TEC como grande causa da diminuição das vendas. “Deixamos de ser exportadores para nos tornar importadores”, comenta.

Outro destaque do economista é a importância dos blocos econômicos. “Para termos uma ideia, a China compra quase 35% das exportações do agronegócio gaúcho. De cada três navios, mais de um parte para lá”, explica. Além do país oriental, a União Europeia responde por 17%, os EUA 4,21% e depois vem o Mercosul, com 3,6%. “Nós exportamos mais para os Estados Unidos que está no outro hemisfério do que para nossos vizinhos. A China, do outro lado do planeta, compra quase 10 vezes mais. Lamentamos não haver acordo bilateral com ninguém, apenas com o Mercosul que não é o nosso melhor parceiro”, avalia.

Da Luz acredita que em 2015 as exportações devem crescer por duas razões: a apreciação do câmbio que tornaria o produto brasileiro mais barato e uma maior produção, principalmente da soja, que devem fazer a comercialização crescer naturalmente. “Também esperamos que a carne continue a crescer, assim como o leite e o arroz, em que temos uma expectativa positiva. Não deve acontecer uma mudança na geografia das exportações, mas a China pode aumentar ainda mais sua participação no nosso mercado”, conclui.

Palavra do Presidente da Farsul

O ano de 2014 não foi um ano fácil. Logo em janeiro tivemos uma escassez de chuvas e calor extremo, comprometendo a produtividade de nossas
lavouras de verão, em especial a Soja. Quando o ano virava da metade para o final foi o excesso de chuvas o nosso algoz, determinando perdas em nossas lavouras de inverno que ultrapassaram um milhão de toneladas. Esse ano também ficará em nossa lembrança pelo aumento do custo deprodução concomitante à queda dos preços da maioria dos nossos grãos, achatando a renda do produtor. Este será um ano também de aprendizado quanto a efetividade de políticas econômicas, como a supressão da TEC para o combate à inflação, medida que derrubou nossos preços do trigo e não impediu
o aumento em 16% derivados do trigo. E não foi por falta de aviso!

Mas também tivemos acontecimentos positivos. As cotações do boi gordo começaram a reagir e trilhar para uma tendência de justiça a qualidade de nosso produto, reflexo das exportações, como detalhadamente é explicado neste relatório em item “Especial”. Tivemos o nosso Arroz com mais um ano positivo, mostrando a maturidade do setor em encontrar um ponto de equilíbrio na produção e novos mercados.

Esse relatório, que contém quase 100 tabelas e gráficos, além das diversas previsões para o Agronegócio e para as economias gaúcha e brasileira, ainda apresenta análises profundas sobre os mercados, sobre a rentabilidade do produtor, traz dicas que podem contribuir muito com o aumento da lucratividade
- como a melhora hora de comprar insumos - e ainda traz estudos especiais.

Tudo isso é entregue ao produtor e ao mercado em geral por nossa equipe de economistas que colocaram a FARSUL entre as 89 entidades brasileiras e
estrangeiras que participam da pesquisa de Expectativas de Mercado do Banco Central, com previsões para PIB, inflação, taxa de câmbio, juros, etc. Em um
espaço dominado por bancos e corretoras a FARSUL ocupa um espaço de alto nível no debate econômico, contribuindo com suas expectativas ao mercado e
entregando ao nosso público, o produtor rural, uma informação de qualidade.

No link abaixo, confira a íntegra do relatório da Farsul com as perspectivas para este ano:

>> RELATÓRIO FARSUL 2015

Tags:
Fonte: Farsul

Nenhum comentário