Recursos para educação podem minguar com crise do petróleo

Publicado em 27/01/2015 09:54
34 exibições

A queda nos preços do petróleo no mercado internacional, além de afetar os investimentos e a dívida da Petrobras, deve ter efeito sobre os recursos destinados à educação no Brasil. A proposta orçamentária estima receitas de R$ 6,9 bilhões do Fundo Social para a área educacional este ano — com base no barril a US$ 86 e no dólar a R$ 2,57. Mas, com a redução no preço do óleo, a tendência é que essa arrecadação caia.

Inicialmente, o valor previsto na proposta orçamentária era de R$ 8,7 bilhões. No Congresso Nacional, diante da redução dos preços no mercado internacional e da variação do câmbio, a estimativa foi reduzida em R$ 1,76 bilhão. O diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires, disse que, se na média do ano o preço do barril ficar perto de US$ 55, e o dólar, em R$ 2,80, deve haver uma redução de 35% a 40% na arrecadação dos royalties sobre a produção do petróleo este ano.

Confira a notícia na íntegra no site O Globo

 

 

Tags:
Fonte: O Globo

Nenhum comentário