Sistema Cantareira fica estável e chuvas elevam nível do Guarapiranga

Publicado em 30/01/2015 13:12
55 exibições

O nível do Sistema Cantareira continua em 5,1%, mesmo percentual registrado nos últimos cinco dias. Dados da Companhia Estadual de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), mostram que de ontem para hoje (30) não choveu no manancial. A pluviometria – quantidade de chuvas que cai numa região – acumulada no mês chega a 147,8 milímetros (mm). A média histórica para o período é 271,1mm.

No Alto Tietê, o nível permaneceu estável ao passar de 10,7% para 10,6%, segundo a Sabesp. Não foi registrada chuva de ontem para hoje. Em todo o mês de janeiro o índice pluviométrico chegou a 101,7 mm. A média histórica para o mês de janeiro, no sistema, é 251,5 mm. No Guarapiranga, o nível subiu de 47,8% para 48,24%, apesar de não ter chovido na área que abastece o reservatório. O total de chuvas no mês de janeiro é 247,2 mm e a média histórica para o mês é 229,3mm.

No Sistema Rio Grande, o nível caiu e passou de 74,4% para 74,1%, sem chuvas no local de ontem para hoje. No mês, o total de chuvas foi 229,4 mm e a média para janeiro é 251,5. Os dados indicam que no Sistema Rio Claro, o nível passou de 26% para 25,6%, sem chuvas. No mês de janeiro choveu 160,3 mm e a média histórica é 298,9 mm. No Sistema Alto Cotia os números ficaram estáveis com nível em 28,5% da capacidade, 2,8 mm de chuva e 80 mm no mês. A média histórica é de 232 mm.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o clima começou hoje com muitas nuvens e termômetros em torno dos 21º Celsius (ºC), na capital paulista. Mesmo afastada e ainda sobre o oceano, a propagação de uma frente fria facilita o aumento da quantidade de nuvens na região metropolitana de São Paulo. Isso cria áreas de instabilidade que se formam sobre o continente e são esperadas pancadas de chuva que podem ocorrer já nas primeiras horas da tarde.

Há potencial para rajadas de ventos, descargas elétricas e formação de alagamentos. As precipitações podem se estender para o período da noite. Por causa da nebulosidade e da mudança na direção dos ventos, a máxima não deve passar dos 26ºC.

No sábado (31), o tempo permanece instável em toda a faixa leste paulista. O céu fica nublado e as chuvas devem ser de intensidade moderada, principalmente entre a madrugada e o início da manhã de domingo (1º). A continuidade das chuvas mantém elevado o potencial para formação de alagamentos e deslizamentos nas áreas de risco.

Os termômetros oscilam entre 18ºC e 24ºC. No domingo, a instabilidade climática no estado permanecerá. O sol deve aparecer entre nuvens na parte da manhã e no decorrer da tarde poderão ocorrer chuvas em forma de pancadas isoladas e com até forte intensidade. A temperatura mínima deve ser de 18ºC e a máxima de 27ºC.

Tags:
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário