Vírus tem ajudado no controle da lagarta falsa-medideira aponta entomologista

Publicado em 09/03/2015 17:19
603 exibições

As infestações naturais com um vírus, ainda não identificado, na lagarta falsa-medideira, Chrysodeixis includens, tem ajudado os produtores no controle dessa praga, aponta a entomologista da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, Lucia Vivan. Este cenário foi constatado na safra 2014/15 e vem aumentando nos dois últimos anos. “Essas infestações vem ocorrendo de forma natural e tem causado bom impacto no manejo da lagarta em algumas regiões, muitas vezes evitando a aplicações de defensivos químicos”. Este assunto e outros pontos importantes sobre o manejo correto para o melhor controle da falsa-medideira será o assunto da palestra da pesquisadora no próximo dia 12 de março, durante o TecnoAgro 2015, em Chapadão do Sul-MS, promovido pela Fundação Chapadão.

Uma das informações que será enfatizada por Vivan na ocasião é com relação ao monitoramento da lavoura, fundamental para o sucesso no manejo da lagarta. “Geralmente o controle é ineficiente devido à alta infestação no momento em que se constata a presença das lagartas no campo. É importante realizar o monitoramento e detectar a infestação inicial, assim é possível ter um período maior de controle com os produtos utilizados”.

Depois de detectada, a falsa-medideira pode ser controlada de diversas formas. Como explica a pesquisadora da Fundação MT, o químico é o mais utilizado, no entanto é possível realizar o manejo integrado com a liberação de vespas Trichogramma spp., que irão parasitar os ovos. “Outra estratégia de controle é a utilização de plantas Bt.  Também é possível utilizar armadilhas de feromônio para detectar o período de aumento da população de adultos da praga e, assim realizar o controle no momento mais adequado. Outra opção é aplicar produtos à base de Bacillus thuringiensis que também faz parte do manejo integrado e mantem a população sob controle com pulverizações em infestações iniciais na presença de lagartas pequenas de até 1,0 cm”.

A Fundação MT desenvolve trabalhos com produtos químicos a fim de avaliar a eficiência de controle da falsa-medideira. “Realizamos avaliações com produtos em fase de registro para essa espécie, produtos biológicos, como também avaliações em áreas de agricultores com a utilização de manejo integrado de pragas”, finaliza Vivan.

O evento – O TecnoAgro 2015 é uma vitrine tecnológica do agronegócio na região  acontecerá nos dia 11 e 12 de março em Chapadão do Sul-MS e é voltado para aos produtores rurais, pesquisadores, consultores, técnicos e universitários. O objetivo é o que há de atual na agricultura e pecuária de alta tecnologia. A cada dia do evento, acontecerá uma palestra com tema atual.

No primeiro dia, logo após a solenidade de abertura, a partir das 7h30, ocorre a palestra: “Controle de ferrugem na Soja e Risco de Resistências aos Fungicidas”, com o Professor Luiz Henrique Carregal, da UNIRV e Campos Carregal. No segundo dia de evento, seguem as oportunidades de visitações aos campos experimentais e antes, a palestra com a entomologista da Fundação MT, Lucia Vivian, com o tema: “Controle da lagarta falsa- medideira”.

Tags:
Fonte: Fundação MT

Nenhum comentário