Sorriso (MT) atinge R$ 2,5 bi e se destaca como 2º município em termos de valor da produção do país

Publicado em 26/09/2016 07:47
240 exibições

Dezessete municípios de Mato Grosso se destacaram entre os 50 principais produtores do Brasil em 2015. Sorriso, líder em área plantada de soja e milho, é o segundo maior município brasileiro em termos de valor da produção com registro de R$ 2,491 bilhões. A revelação é da Produção Agrícola Municipal (PAM) – Culturas temporárias e permanentes referente ao ano de 2015, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os municípios mato-grossenses perderam em 2015 apenas para São Desidério, na Bahia, em termos de valor da produção. O município baiano registrou uma renda na porteira para dentro de R$ 2,839 bilhões, motivado pela produção de algodão. O levantamento do IBGE, divulgado na manhã desta sexta-feira, 23 de setembro, revela que em 2015 o Brasil registrou R$ 265,4 bilhões em valor da produção, 5,6% a mais que em 2014. Ao todo no país foram colhidos 75,831 milhões de hectares de uma área total semeada de 76,797 milhões de hectares.

Sorriso é líder em termos de área com 1,078 milhão de hectares. A soja e o milho são as principais culturas do município, o que auxiliaram a impulsionar em 13,4% o valor da produção no comparativo com o ano anterior, proporcionando R$ 2,491 bilhões em valor de produção.

Sapezal é 3º principal em valor da produção com R$ 2,158 bilhões, segundo o IBGE, seguido de Campo Novo dos Parecis em 4º com R$ 1,735 bilhão. Os dois municípios registraram incrementos de 14,1% e 5,9%, respectivamente, em relação a 2014.

Campo Verde surge em 7º lugar com US$ 1,420 bilhão (+14,4%), Nova Mutum em 9º com R$ 1,394 bilhão (+2,8%), Diamantino em 11º com R$ 1,331 bilhão (+3,7%), Primavera do Leste em 13º com R$ 1,261 bilhão (+0,9%), Nova Ubiratã em 14º com R$ 1,201 bilhão (+7,9%), Querência em 15º com US$ 1,141 bilhão (+10,4%), Lucas do Rio Verde em 18º com R$ 1,013 bilhão (+6,4%) e Campos de Júlio em 19º com R$ 1,007 bilhão (+11%).

Leia a notícia na íntegra no site Olhar Direto.

Tags:
Fonte: Olhar Direto

Nenhum comentário