Sem-terra ocupam área e assentados fazem protesto em rodovia de MT

Publicado em 12/12/2016 07:42
123 exibições

Um grupo de sem-terra acampou em uma área, às margens da MT-338, no município de Itanhangá, a 447 km de Cuiabá, neste sábado (10), e ameaça invadir as terras, que pertenciam à União e destinadas à reforma agrária. Algumas delas teriam sido vendidas e ocupadas irregularmente, o que foi alvo da Operação Terra Prometida, da Polícia Federal, em 2014. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), 100 pessoas estão no local.

Enquanto isso, para tentar evitar novas invasões, assentados, com o apoio de comerciantes locais, bloqueiam trecho da rodovia, sobre a ponte do Rio Borges.

O clima é tenso no local e a Sesp informou ter enviado mais de 50 policiais militares, de Sorriso, Lucas do Rio Verde e Tapurah, para fazer a segurança do local e evitar conflitos entre sem-terra e assentados.

Foram bloqueadas as entradas de acesso às propriedades rurais. "Só estamos fazendo a averiguação para evitar que pessoas que querem invadir as terras invadam as áreas, mas não estamos impedindo os moradores da região de circularem", disse o produtor rural Claudecir Contreras, que vive na região há 20 anos.

"Sou pioneiro na região. Meu lote é registrado junto ao Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e já cumpri todas as cláusulas que me pediram, inclusive as ambientais. Somos trabalhadores, gente do bem", disse Claudecir.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - MT.

Tags:
Fonte: G1 - MT

0 comentário