MS vai buscar redução no uso de agroquímicos nas lavouras

Publicado em 27/12/2016 07:04
54 exibições

Após três meses de pesquisas, estudos e intensas reuniões dos membros do comitê formado para a elaboração do Plano de Controle Biológico de Pragas para Mato Grosso do Sul, a equipe finalizou e entregou, na semana passada, ao secretário de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), Fernando Mendes Lamas, o documento de 25 páginas, mais anexos, com as propostas e metas a serem atingidas em curto, médio e longo prazo. 

Esse trabalho foi lançado e solicitado durante o I Workshop de Controle Biológico de Mato Grosso do Sul, realizado nos dias 13 e 14 de setembro em Campo Grande, com a participação dos maiores especialistas em controle biológico do Brasil. No evento, ficou determinante a necessidade de que começassem a ser mapeados os problemas críticos de pragas e doenças que atingem o setor agropecuário do Estado. Também ficou claro que se torna imprescindível o levantamento das principais tecnologias disponíveis para enfrentar esses problemas, por meio do controle biológico.

Os grandes objetivos do trabalho são: a redução do uso de agroquímicos em lavouras, cursos d’água, no meio ambiente, enfim; e também a consequente redução nos custos de produção para os agricultores.

AS METAS

As metas de curto prazo devem levar de um a dois anos para se concretizarem e consistem em mapear as tecnologias disponíveis em MS e em outros estados para o controle biológico das principais pragas que afetam a produção de alimentos, bioenergia e fibras; estabelecer parcerias e criar biofábricas para produção dos agentes de controle biológico; treinar mão de obra e estabelecer programas de pesquisa e de ensino para promoção de programas de formação de recursos humanos e de projetos de pesquisa em controle biológico de interesse das diferentes cadeias do agronegócio de MS.

Leia as notícias na íntegra no site Correio do Estado.

Tags:
Fonte: Correio do Estado

0 comentário