Na Folha: Peixe rende mais que soja e milho para produtor

Publicado em 08/02/2017 07:14
1132 exibições
Por Mauro Zafalon, coluna Vaivém das Commodities

A safra de grãos do ano passado foi excepcional para o produtor do Paraná. O clima ajudou, e os preços, principalmente os do milho, dispararam.

Somando as receitas líquidas da soja com as do milho, o produtor obteve R$ 3.286 por hectare.

Boa renda, mas que fica bem distante da obtida por piscicultores do mesmo Estado. Com uma produtividade de 25 toneladas de peixe por hectare, a renda do piscicultor, descontados os gastos, foi de R$ 20 mil por hectare.

É claro que a piscicultura tem suas limitações de área, principalmente porque depende de água. Já a área destinada ao cultivo da soja é maior, e o produtor ganha em escala.

Mas a piscicultura, até então complementar nas propriedades agrícolas, começa a se tornar a principal atividade para muitos produtores, segundo Ricardo Neukirchner, presidente do conselho de administração da Peixe BR (Associação Brasileira de Piscicultura).

Leia a notícia na íntegra no site Folha de S.Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

1 comentário

  • Tiago Canzi Luís Eduardo Magalhães - BA

    Comparar psicultura... com agricultura? São correntes diferente! Não como esse tipo de coisa ganha espaço na mídia! Daqui uns dias vão comparar um hectare de soja com um salão de beleza! Ou com uma farmácia...

    1
    • EDMILSON JOSE ZABOTTPALOTINA - PR

      Boa tarde Sr.Tiago até concordo com o Sr. Sou produtor de Peixe no Oeste do Paraná o maior polo produtor de Tilápia em Tanques Escavados , está atividade realmente está crescendo , se transformando em uma atividade do Agronegócio sendo reconhecida como tal . Com relação a matéria prestada por Diretores da BR (Associação) está infelismente é formada na sua maioria por Indústrias do Ramo , ao invés de falar em renda está deveria tratar primeiro dos Gargalos e a sua inclusão nas políticas públicas do Agronegócio . Se a Piscicultura está nesta evolução somente ocorreu pelo empenho e dedicação do Produtor Rural que mais uma vez vem abrindo mais uma fronteira agrícola . É o meu maior medo é que mais uma vez caia nas mãos das grandes corporações.

      0
    • JOSE LUCIANO PEREIRAGOIÂNIA - GO

      Concordo com o Tiago, mas o problema aqui em Goias é o roubos que acontece e nos produtores não podemos fazer nada, pois nem armas não podemos ter.

      1