Estadão Summit Agronegócio Brasil 2018 coloca em pauta os principais desafios, tendências e oportunidades do setor

Publicado em 25/10/2018 15:30
150 exibições
Evento deste ano está marcado para 13/11, no Hotel Hilton, em São Paulo (SP). Entre os temas estão o PL dos Agrotóxicos, desafios do novo governo, protecionismo e perspectivas do setor; na Sala Tech, estarão em pauta as startups que ajudam a impulsionar o agronegócio

 Estadão confirmou a realização do Summit Agronegócio Brasil 2018 para o dia 13 de novembro, no Hotel Hilton, em São Paulo (SP). Em sua quarta edição, o evento que está entre as principais datas do calendário do agronegócio brasileiro colocará em pauta alguns dos principais desafios do setor em termos de tendências, novas tecnologias, mercados de oportunidades e sustentabilidade. Além disso, trará aos participantes uma grande novidade: a Sala Tech. No local, serão discutidos os avanços que têm acelerado a produção nacional e que podem elevar todos os elos da cadeia produtiva a patamares ainda mais altos.

Na sala principal, um dos temas que deve chamar bastante a atenção será a discussão em torno do “PL dos Agrotóxicos no Brasil”. Trata-se de um projeto de lei que pode mudar a regulação do uso de defensivos no País ao propor afrouxar as regras sobre o uso, o controle, o registro e a fiscalização ao alegar que as regras atuais não atendem às necessidades do setor, gerando polêmica junto a alguns críticos, que temem a liberação indiscriminada do uso desses produtos na agricultura brasileira.

Os participantes discutirão também sobre os “Desafios para o novo governo”, “Preços X safras – tendências no curto, médio e longo prazos”, “O que as grandes do setor esperam do País” e “Protecionismo e comércio internacional – conquistando e reconquistando mercados”.

A respeito dos temas, a organização do evento ressalta que, diante de um cenário desenvolvimentista em várias atividades produtivas no Brasil, os debates entre os atores importantes do setor é um passo fundamental para a busca de caminhos assertivos para a expansão cada vez maior da produção agropecuária nacional. Na área de grãos, por exemplo, o País projeta aumentar a safra em 30% em uma década, o que significa elevar em mais de 300 milhões de toneladas ao ano, com a área de cultivo ampliando em 15%, em um cenário que exige aplicação cada vez mais efetiva de novas tecnologias no setor.

Sala Tech – Tecnologia além das máquinas e dos implementos

Como as tecnologias aplicadas na produção agropecuária vão muito além das máquinas e dos implementos, a organização do Summit Agronegócio Brasil criou a Sala Tech, um ambiente específico para tratar das startups que desenvolvem inovações que apoiam e ajudam a impulsionar os resultados do setor pela gestão de dados e pelo controle da produção. Com isso, essas novidades trazidas por novas empresas ao setor geram mais confiança no comércio, integra sistemas e informações, além de facilitar o monitoramento por parte dos produtores.

Nesse espaço, vários temas inovadores estarão em pauta. Entre eles, estão: “A hora das ‘smart farms’”; “Big Data no Agro”; “Inteligência artificial e o rebanho”; “Inteligência artificial e a lavoura”; “Tecnologia contra as pragas”; “Drones nas fazendas”; “Grãos conectados”; “Operação agrícola mais eficiente”; “Automatizando as operações barter”; “Um novo jeito de comprar insumos”; e “Desafios para o futuro”.

Informações e ingressos

Mais informações podem ser consultadas no site http://estadaosummitagro.com.br/. As inscrições ainda estão abertas e os ingressos têm 15% de desconto até 17 de outubro, com preço de R$ 935. Para quem não pode comparecer ao evento, o Estadão disponibiliza transmissão online ao custo de R$ 500. Para a participação na Sala Tech, é possível ter acesso restrito à programação desse espaço ao adquirir ingresso ao custo de R$ 250.

Serviço:

Data: 13/11, das 8h às 17h30
Local: Hotel Hilton - Av. das Nações Unidas, 12.901 - São Paulo (SP)

Tags:
Fonte: Estadão

Nenhum comentário