CNA participa de conferência internacional sobre finanças verdes

Publicado em 08/03/2019 10:26
45 exibições

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou da Conferência Anual da Climate Bonds Initiative (CBI), realizada entre os dias 5 e 7 de março, em Londres.

A CBI é uma instituição global sem fins lucrativos criada com o objetivo de fomentar financiamentos de longo prazo em projetos que comprovadamente tragam ganhos em termos de eficiência ambiental, como, por exemplo, a redução da emissão de carbono.

O evento reuniu representantes de 55 países do mundo para discutir tendências desse mercado e definir critérios de certificação mais alinhados entre todos. Em 2018, os ativos certificados pela CBI, de 869 emissores, somaram US$ 1,2 trilhão.

“Essa conferência busca consolidar as práticas do mercado internacional e também observar as tendências. Podemos observar o que os investidores estão pensando e as experiências que os emissores tiveram”, afirmou a representante da CBI no Brasil, Júlia Ambrosano.

Segundo a assessora técnica da Comissão Nacional de Política Agrícola da CNA, Fernanda Schwantes, a maior parte dos títulos com certificação da CBI foram emitidos na Europa, nos EUA e na Ásia, mas a América Latina ainda é um mercado potencial para a emissão de títulos verdes.

“As oportunidades de atrair esses investimentos para o Brasil são enormes, nos segmentos de infraestrutura, geração de energia renovável, gerenciamento do uso da água e, em especial, para a agropecuária”, disse ela.

Potencial - A CBI já desenvolve projetos no Brasil há quatro anos, principalmente nos segmentos de papel e celulose. Para a coordenadora do projeto Agro da CBI no Brasil, Leisa Souza, o mercado de títulos verdes tem grande potencial no país e é uma forma alternativa de financiamento para o setor agropecuário.

“Vemos o produtor se beneficiando desse instrumento como uma fonte complementar às fontes de financiamento tradicionais, como o crédito rural. O Agro no Brasil já é sustentável e pode se tornar cada vez mais”, declarou Leisa.

De acordo com Fernanda Schwantes, a CBI ainda está elaborando os critérios de certificação (taxonomia) para a agropecuária e a CNA tem apoiado no sentido de apresentar todas as práticas sustentáveis que os produtores rurais do Brasil já adotam nas suas propriedades.

“A expectativa é que os investidores apliquem seus recursos no Brasil, o que refletirá em aumento de oferta e de opções de financiamento para diversos segmentos e setores”, afirmou ela.

Tags:
Fonte: CNA

Nenhum comentário