Tereza Cristina diz que ministério vai manter o bom relacionamento com países árabes

Publicado em 03/04/2019 09:17
52 exibições
“Vamos conversar, ouvir, e continuar com essa abertura de diálogo que o Ministério da Agricultura sempre teve com esses países, que são os compradores da produção brasileira”

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse nesta terça-feira (02) que o Brasil é amigo de todos os países árabes e muçulmanos, e que vai continuar se esforçando para manter este bom relacionamento. Segundo ela, a intenção é fazer com que a cooperação comercial com esses países cresça e seja cada vez mais robusta. A ministra informou que tem reunião marcada para a próxima semana com 51 embaixadores de países árabes e explicou que o Ministério da Agricultura vai manter o diálogo com esses países, que são grandes compradores da produção brasileira de alimentos.

“Na agricultura, temos um país que produz muito, o Brasil, e um mercado em que existe uma confiança entre a agricultura brasileira e os consumidores dos países islâmicos. E nós vamos continuar perseguindo esse bom entendimento, esse bom relacionamento com os árabes, com os muçulmanos, com quem gostamos muito de ter relações comerciais, no Ministério da Agricultura e com os produtos da agropecuária brasileira”, disse Tereza Cristina.

Ela afirmou que a instalação de um escritório de negócios em Jerusalém é um meio-termo, em vez de uma embaixada, como inicialmente noticiado. Ela admitiu que há um certo descontentamento dos países árabes em relação a este assunto, mas disse que o Ministério da Agricultura tem de continuar trabalhando para manter os canais de diálogo.

“A gente tem de estar preparado para tudo. Acho que o escritório de negócios é um meio-termo, não é a embaixada lá. A gente sabe do ânimo que existe na região, mas o Brasil é um país amigo de todos os países, e na área comercial temos um peso muito grande no mundo árabe, no mundo islâmico. Temos de continuar conversando. É claro que há um descontentamento, Mas, nós da Agricultura, temos de trabalhar pela agricultura. Esses problemas de geopolítica são para o presidente da República, para o chanceler”, disse ela. “Vamos conversar, ouvir, e continuar com essa abertura de diálogo que o Ministério da Agricultura sempre teve com esses países, que são compradores da produção brasileira”.

Tereza Cristina disse que já conversou com muita gente e que, apesar do desconforto, as coisas estão calmas. Ela disse que as relações do Mapa com esses países vão continuar. “No que depender de mim como ministra e do setor produtivo, que apoia o relacionamento, vamos continuar fazendo com que cresça essa cooperação comercial entre os países do mundo árabe e o Brasil e fique cada vez mais robusta”.

Tags:
Fonte: Mapa

Nenhum comentário