Instituições financeiras estão otimistas com os negócios no início da AGRISHOW

Publicado em 01/05/2019 10:16
97 exibições
Programação da Arena do Conhecimento conta nesta quarta (1º de maio) com o Fórum Inovação. Para visitar a feira, o produtor rural e o profissional do agro podem adquirir seu ingresso com desconto diretamente no site oficial

As instituições financeiras estão otimistas com os dois primeiros dias de negociações na Agrishow 2019 - 26ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Para não depender exclusivamente da linha federal de financiamentos, o Santander criou a sua própria linha, o CDC Agro. Sicoob e Sicredi também demonstram otimismo com o desempenho inicial no evento.

“Estamos animados e tivemos uma boa aceitação do público em geral”, afirma o superintendente executivo do Santander, Paulo Cesar Bertolane. Essa alternativa própria não cobra taxa flat e pode ser quitada pelos produtores rurais em até sete anos, com parcelas semestrais ou anuais. Bertolane destaca que essa linha do banco é mais prática e ágil. Segundo ele, a liberação de mais R$ 500 milhões do governo federal para o Moderfrota é insuficiente para a demanda da Agrishow.

Raphael Silva de Santana, gerente de agronegócios do Bancoob, banco das cooperativas do Sicoob (que tem 450 cooperativas pelo país), revela que a expectativa para a feira é alta e que houve preparo antecipado de alguns meses para esse evento. A meta é captar R$ 500 milhões em crédito rural e outros R$ 100 milhões em consórcios. A atual safra é a melhor do banco, com liberação de mais de R$ 8 bilhões até março, informa Santana. Na Agrishow, o Sicoob entregou o primeiro cartão BNDES Agro do estado de São Paulo para o produtor Altair Donizeti Ferreira, de Jardinópolis, associado da Cocred. Ferreira tem limite pré-aprovado para comprar maquinários, equipamentos ou insumos em até um ano.

Silas Souza, gerente de crédito direcionado do Sicredi (Sistema Cooperativo de Crédito), que tem associadas 116 cooperativas no país e está em sua terceira Agrishow, enfatiza que espera a captação de R$ 300 milhões em propostas via linhas de financiamentos do BNDES. “Acreditamos em converter R$ 150 milhões dessas propostas após a feira”, diz Souza.

A Agrishow 2019 acontece até o 3 de maio, em Ribeirão Preto e é uma iniciativa das principais entidades do segmento no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB -Sociedade Rural Brasileira. O evento é organizado pela Informa Exhibitions, integrante do Grupo Informa, principal promotora de feiras de negócios no Brasil e no mundo. 

Tags:
Fonte: Agrishow

Nenhum comentário