Morreu na manhã desta terça-feira (11) o engenheiro agrônomo Manoel Carlos de Azevedo Ortolan

Publicado em 11/06/2019 15:12
281 exibições

Ortolan tinha 76 anos e faleceu em hospital de Sertãozinho (SP). Há 3 meses ele lutava contra uma leucemia. Ortolan presidiu a Canaoeste, uma das principais associações de produtores de cana do País. Também presidiu a Orplana, a principal entidade representativa dos fornecedores de cana do País. Era um grande batalhador pelo setor sucroenergético. O velório de Manoel Carlos de Azevedo Ortolan será na sede da Maçonaria de Sertãozinho, com previsão de início às 12 horas. corpo será sepultado no final da tarde de hoje no cemitério Bom Pastor em Ribeirão Preto.

Com informações do site do Jornal Cana


Nota de pesar da Coonai

A diretoria e os colaboradores da Coonai (Cooperativa Nacional Agro Industrial), com sede em Brodowski, manifestam profundos sentimentos pelo falecimento na manhã desta terça-feira (11/06/2019) do presidente da Canaoeste (Associação dos Plantadores de Cana do Oeste do Estado de São Paulo.) e Copercana, Manoel Carlos de Azevedo Ortolan, aos 76 anos, ocorrido em Sertãozinho.

Um grande líder e defensor do cooperativismo e do setor sucroenergético, Manoel Ortolan era muito respeitado por todos e fará muita falta para os familiares, amigos e para toda a cadeia do agronegócio brasileiro. 

O presidente da Coonai, Marcelo Avelar, lamentou profundamente esta perda: “Um grande amigo, uma pessoa admirável, ética e batalhadora. Entusiasta dos ideais cooperativistas, marcou suas gestões em todas as cooperativas e associações as quais participou no setor pela sua humildade, paixão, integridade e luta incansável pelo reconhecimento do cooperativismo, pelo desenvolvimento do setor sucroenergético e, principalmente, pela valorização do produtor rural.

Atualmente era diretor do sistema Ocesp junto comigo e sua participação nos eventos e reuniões eram sempre enriquecedoras.”

Nossas condolências aos familiares e amigos

Tags:
Fonte: Jornal Cana

0 comentário