Saldo da balança do agronegócio do país recua 1,4% de janeiro a maio; soja pressiona

Publicado em 13/06/2019 20:14
106 exibições

SÃO PAULO (Reuters) - A balança comercial do agronegócio no Brasil apresentou retração de 1,4% em seu saldo entre janeiro e maio de 2019, em comparação com igual período de 2018, somando até aqui no ano 33,85 bilhões de dólares, de acordo com dados do Ministério da Agricultura.

As exportações do setor brasileiro cederam 1,2% na comparação anual, para 39,8 bilhões de dólares, segundo os dados detalhados apresentados nesta quinta-feira.

Grande parte do recuo provém da queda significativa nos valores de comercialização da soja, o principal produto de exportação do Brasil.

Apesar de estabilidade no volume exportado da oleaginosa, de cerca de 43,4 milhões de toneladas, a receita acumulada mostrou diminuição de 10,3% na comparação anual, para 15,6 bilhões de dólares.

Entre os principais produtos exportados, porém, a maior queda tanto em volume quanto em valor está no setor sucroalcooleiro, que cedeu 26,1% em termos de receita e 17,8% em volume, pressionado especialmente pelo fraco desempenho do açúcar, em um momento de ampla demanda interna pelo etanol.

Em compensação, as exportações de carnes avançaram no acumulado do ano. A quantidade embarcada, ainda em comparação anual, saltou 7,9%, para 2,7 milhões de toneladas, enquanto o valor cresceu 8,9%, para 6,1 bilhões de dólares.

O café também apresentou grande alta na participação da balança, apesar dos preços mais baixos no mercado internacional. Entre janeiro e maio de 2019, o volume exportado avançou 44,6%, para 963 mil toneladas, com um crescimento de 16,6% na participação financeira, chegando a 2,2 bilhões de dólares.

Tags:
Fonte: Reuters

0 comentário