Sistema de sensoriamento e automação impulsionam produção de hortifruti

Publicado em 12/07/2019 16:44
76 exibições
Startup desenvolve solução de inteligência artificial para horticultura de precisão

Na era da tecnologia e da comunicação, as chamadas startups vêm despontando mundo afora, fugindo do modelo tradicional de empresas e oferecendo inovação nos serviços propostos.

Esses modelos de empresas já atingem todos os setores, e com a agricultura não foi diferente. Considerado o propulsor da economia brasileira, as tecnologias desenvolvidas por essas Agtechs – nome dado as startups do Agro - invadiram o campo e estão revolucionando índices de produtividade e reduzindo custo em diferentes culturas.  

Nestas evoluções do agro, atingimos a chamada Agricultura 4.0 – que derivou da Indústria 4.0, remetendo à digitalização dos processos de produção. Neste cenário de novos players no segmento de software, surgiram soluções com gestão baseada em dados e sustentabilidade, com foco na horticultura, setor que ainda carece de atenção.

A responsável pelo desenvolvimento de sistemas de controle e automação para horticultura nasceu em Porto Alegre (RS). A Elysios Agricultura Inteligente, startup do agro utiliza como base o conceito de Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Essa tecnologia torna possível o sensoriamento do cultivo e processamento dos dados, que permitem ao produtor tomar a melhor decisão possível com base nas necessidades da planta, possibilitando ganho de produtividade e um uso otimizado de água e insumos.

Na prática, o sistema funciona assim: sensores são distribuídos no cultivo para controle de variáveis responsáveis pela qualidade das plantas, como temperatura, luminosidade, umidade, irrigação e nutrientes. Todos os dados são processados no local pelo aplicativo chamado Demetra, que o produtor pode acessar no celular ou mesmo no computador.

O sistema pode funcionar de forma autônoma ou pela ordem do produtor. Através de uma aplicação com "Diário de Campo", o produtor pode acompanhar seu cultivo e interagir com informações da sua fazenda. O aplicativo ainda aprende com as informações coletadas de cultivos, auxiliando os produtores.

"Oferecemos soluções de software e hardware para o agricultor realizar a melhor decisão possível com informações precisas. Nossa solução distribui no ambiente do cultivo tecnologias de sensoriamento para as principais variáveis responsáveis pela qualidade do cultivo, como temperatura, luminosidade, umidade, irrigação e nutrientes. Além disso, permite ganho de produtividade e um uso otimizado de insumos, chegando a uma economia de água de até 80% e com metade da mão de obra", destaca Frederico Apollo Brito, um dos fundadores da Elysios.

O Demetra mantém para o produtor um diário de campo 100% digital, que mantém registro de pragas e doenças, controle de aplicações e adubações, módulo financeiro, rastreabilidade do plantio e informação de controle e automação.

 "Nosso foco é a horticultura, que foi onde nascemos. A meta é atingir nosso processo de internacionalização e aceleração, num prazo de 3 a 5 anos. Nosso objetivo é digitalizar a agricultura desde a nossa geração, transformar dados em análises para o produtor, pois viemos do campo e sabemos como é o dia a dia", enfatiza o engenheiro agrônomo e sócio da Elysios, Fernando Rauber.

Tags:
Fonte: Elysios

0 comentário