Agência leiloa redes que ligarão usinas de biomassa no Centro-Oeste

Publicado em 24/11/2008 20:42 1945 exibições

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) leiloou nesta segunda-feira a concessão de 36 linhas de transmissão e 22 subestações que serão conectadas às usinas de biomassa e PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) que serão instaladas em Goiás e no Mato Grosso do Sul.

Ao todo, estão previstos 2.000 quilômetros de linhas que interligarão 27 usinas ao sistema interligado nacional. Estão previstos investimentos de R$ 1 bilhão nessas linhas.

O leilão teve deságio médio de 16,15%, nível bem abaixo dos leilões observados nos últimos anos. Mesmo assim, o diretor-geral da Aneel, Jerson Kelman, considerou o resultado final satisfatório, que indica boas perspectivas para o leilão das linhas que interligarão as usinas do rio Madeira, marcado para a próxima quarta-feira (26).

"Esse leilão foi muito mais do que um leilão de linhas de transmissão. Trata-se de um arranjo que permite a implantação de usinas que queimam bagaço de cana em Goiás e no Mato Grosso do Sul, e esses lotes leiloados permitirão o escoamento da energia gerada por essas usinas", afirmou Kelman.

A espanhola Cobra arrematou o lote A, composto por 14 linhas de transmissão e sete subestações. A empresa propôs deságio de 18,01% e receita anual permitida de R$ 48,5 milhões.

A brasileira Elecnor levou o lote B, com nove linhas e sete subestações, com receita de R$ 34,7 milhões, o equivalente a um deságio de 10% em relação ao preço inicial.

O lote C, integrado por 13 linhas e oito subestações, recebeu a oferta de 19,15% de deságio e receita anual permitida de R$ 34,5 milhões do consórcio Transenergia Renovável.


Fonte: Folha Online

Tags:
Fonte:
Folha Online

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário