Saldo comercial do agronegócio paulista atinge US$ 9,68 bi em 2009

Publicado em 18/01/2010 15:57 845 exibições
O saldo da balança comercial do agronegócio paulista atingiu US$ 9,68 bilhões em 2009, um aumento de 5,1% em relação ao ano anterior, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado. As exportações caíram 5,9%, para US$ 15,98 bilhões, mas as importações recuaram ainda mais (19%), para US$ 6,30 bilhões.

As importações nos demais setores da economia paulista (exclusive os agronegócios) somaram US$ 44,18 bilhões, enquanto as exportações atingiram US$ 26,48 bilhões, resultando no déficit externo desse agregado de US$ 17,70 bilhões no acumulado de 2009. “Assim, conclui-se que o comércio exterior paulista seria bem mais deficitário não fosse o desempenho dos agronegócios estaduais”, dizem os pesquisadores José Sidnei Gonçalves e José Roberto Vicente.

Considerando-se as cadeias de produção, a balança apresentou saldo de US$ 11,21 bilhões em 2009, similar ao do ano anterior (US$ 11,22 bilhões). Essa diferença para mais em relação ao total das transações setoriais (saldo de US$ 9,68 bilhões) “deriva do menor déficit na balança comercial de bens de capital e insumos, de US$ 2,01 bilhões em 2008 para US$ 1,53 bilhão em 2009”, explicam os analistas do IEA.

“Os bens de capital e insumos são fundamentais para a modernidade da produção nacional, notadamente os fertilizantes nos quais têm elevada dependência externa. Exatamente os menores gastos com agroquímicos levaram à redução das importações e do déficit da conta de bens de capital e insumos, que na maioria das vezes não são considerados nas análises do comércio exterior setorial, levando a saldos setoriais superestimados.”

Os cinco principais agregados de cadeias de produção nas exportações do agronegócio paulista, em 2009, foram a cana/sacarídeas (US$ 6,67 bilhões); bovídeos/bovinos (US$ 2,18 bilhão); frutas (US$ 1,79 bilhão); produtos florestais (US$ 1,76 bilhão); e agronegócios especiais (US$ 807 milhões). Esses cinco agregados representam 82,9% das vendas externas setoriais paulistas. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Apta.
Tags:
Fonte:
Secr. de Agr. de SP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário