Paraná avança para a metade final da colheita de soja e milho

Publicado em 16/03/2010 07:07 525 exibições

A colheita de soja e milho de verão deve passar da faixa de 50% nesta semana no Paraná, conforme monitoramento dos técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento (Seab). O índice é considerado normal para esta época do ano. A tarefa está dois ou três dias adiantada em relação a 2008/09 nas duas culturas, quando a falta de umidade atrasou o plantio e foi necessário acelerar a colheita para cumprir o calendário agrícola.

Por enquanto, não há lavouras classificadas como ruins. Pelo contrário, 91% das plantações da oleaginosa estão em boas condições e 9% são consideradas regulares, conforme o Deral. Esse quadro é praticamente igual ao do milho, que perdeu área, mas sustenta boa produtividade, confirmando a projeção de rendimento da Expedição Safra. Para que os produtores esqueçam os efeitos da seca, as lavouras estão rendendo bem, afirma o agrônomo do Deral Otmar Hübner.

Ele diz que as plantações de verão estão fechando a safra praticamente sem problemas climáticos. A redução da umidade, observada nas últimas semanas, não deve persistir se as previsões de chuva para os próximos dias se confirmarem. "A preocupação agora é com o milho safrinha", acrescenta. A segunda safra de milho está 70% plantada conforme os números da Seab. O Deral prevê 1,39 milhão de hectares para a cultura, 9% a menos que em 2009. Das lavouras semeadas, 27% estão em germinação e 68% em desenvolvimento vegetativo, ou seja, 95% do milho novo precisam de chuvas regulares nos próximos meses.

Para driblar o risco clima, o produtor Ivo Polo elegeu a soja como opção de safrinha. Ele considera que a possibilidade de perdas no milho é muito grande na sua região, onde veranicos são comuns durante o outono e inverno. "Na oleaginosa, posso antecipar o plantio para colher mais cedo", explica. No verão, Polo divide seus quase 200 hectares entre soja e milho. No inverno, ocupa a área com soja, trigo e feijão.

Em Mato Grosso, o plantio do cereal de inverno está sendo concluído, conforme o Instituto Matogrossense de Economia Aplicada (Imea), com índice acima de 95%. Como no Paraná, a colheita ocorre dentro do prazo, apesar de as chuvas que afetam os campos do Centro-Oeste estarem tornando a tarefa mais lenta. Na comparação com ano passado, a colheita da soja de Mato Grosso está uma semana adiantada, informa o Imea. Pelo último relatório do instituto, divulgado na quinta-feira, as colheitadeiras já passaram por 77% das lavouras de soja. De acordo com a Expedição Safra, o Mato Grosso plantou 6,09 milhões de hectares com a oleaginosa.

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário