Ex-pesquisador da Embrapa morre em Passo Fundo

Publicado em 23/03/2010 09:19 755 exibições
Concórdia, SC, 23 de Março de 2010 - A agropecuária brasileira perdeu na madrugada deste dia 22 de março o pesquisador Carlos Cláudio Perdomo, 68 anos. Ele faleceu em Passo Fundo (RS), onde tentava se recuperar de uma grave doença há uma semana. Perdomo trabalhou na Embrapa Suínos e Aves durante 24 anos e foi um dos pioneiros no país na investigação científica a respeito das questões ambientais ligadas à avicultura e suinocultura. O sepultamento está previsto para as 17h, no Cemitério Parque Concórdia, em Concórdia (SC).

Natural de São Gabriel (RS), Perdomo se formou como engenheiro agrônomo no início dos anos 70. Depois de atuar na iniciativa privada, ingressou na Embrapa Suínos e Aves em 28 de março de 1978. Em 1984, concluiu o mestrado em Produção e Manejo Animal na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre. Perdomo obteve ainda o título de doutor em Produção Animal no ano de 1995, também na UFRGS.

Durante os 24 anos que atuou como pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Perdomo fez 132 publicações, entre capítulos de livros, circulares técnicas e outros documentos. As mais relevantes foram sobre o desenvolvimento de um modelo eficaz de tratamento líquido dos dejetos suínos. O pesquisador se destacou ainda ao propor modelos de aviários adaptados a regiões como o Centro-Oeste brasileiro. Perdomo desempenhou também um papel importante como gestor da Unidade, assumindo a direção da Embrapa Suínos e Aves entre 1984 e 1985.

Para o chefe geral da Embrapa Suínos e Aves, Dirceu Talamini, o falecimento de Carlos Perdomo representa uma lacuna irreparável para a pesquisa agropecuária brasileira. "Mas tenho certeza que o seu legado científico servirá como inspiração para os pesquisadores que hoje atuam para tornar a agricultura cada vez mais desenvolvida e sustentável", afirmou Talamini. Perdomo se aposentou na Embrapa em junho de 2002 e nos últimos anos atuou como professor universitário e consultor.
Tags:
Fonte:
Embrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário