Análise de mercado de farinhas de trigo

Publicado em 16/04/2010 10:07 361 exibições
O que leva um comprador a fazer programação para 4 meses?
Só há uma razão para um comprador fazer programação de embarques para os próximos 4 meses, com preço e quantidades fixas desde agora: a expectativa, quase certeza, de que o preço irá subir. Pois este é o cenário encontrado hoje em algumas indústrias compradoras de farinha de trigo no Brasil. E, para confirmar, pagaram um preço 1 real a mais do que pagavam até o dia anterior. A motivação dos vendedores, por seu lado, são garantia de escoamento e receita, mesmo que com margem um pouco menor.

E será que estes compradores tem razão? Em nosso entender, sim. Com o trigo nacional bom acabando, há cada vez mais necessidade de se usar trigo importado, cujo preço está nas alturas (não em si, mas posto São Paulo, por causa do frete e das taxas de importação). Mesmo os trigos do Mercosul, que não tem taxas, estão mais caros do que o trigo nacional (vide quadro e gráficos abaixo). Por isso, acreditamos que a médio e longo prazo os preços do trigo e, consequentemente, das farinhas, deverão subir em até 10%, pelo menos.

Os negócios de farinha comum foram feitos nesta quinta-feira entre R$ 28,00 (com 1% de cinzas) e R$ 30,00 (0,8% de cinzas); a farinha inteira foi negociada a R$ 35,00; a farinha especial entre R$ 40,00 e R$ 44,00 dependendo da quantidade de trigo argentino utilizado; a farinha para massa fresca foi negociada entre R$ 50,00 e R$ 54,00, pelo mesmo motivo; a farinha de panificação foi negociada entre R$ 44,00 e R$ 46,00; a farinha argentina 000 a R$ 43,80 e a 0000 a R$ 53,90; a pré-mistura curta a R$ 22,00 e a longa a R$ 24,00,todos CIF São Paulo. No mercado distribuidor, dissemos ontem que no mercado de Curitiba os preços se mantiveram inalterados nos últimos 50 dias; hoje consultamos São Paulo e nesta região aconteceu a mesma coisa: preços inalterados. O que aumentou levemente foi o volume da demanda, para garantir qualidade, diante dos rumores de farinhas feitas com trigo chuvado.

Tags:
Fonte:
Trigo&Farinhas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário