Famato lança software para formação de preços

Publicado em 20/04/2010 09:29 877 exibições
O produtor conhecerá a composição dos preços nos mercados internacionais.
O Centro de Comercialização de Grãos da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famato) lançou ontem em Cuiabá um novo software de acompanhamento de preços internacionais via eletrônica. O sistema vai permitir ao produtor conhecer a composição dos preços nos mercados internacionais e, assim, fazer uma melhor comercialização de seus produtos.

O sistema integrado de informações apresentará a formação dos preços da soja, por exemplo, possibilitando que o produtor tenha uma avaliação real do que vale o seu produto no mercado internacional. “As cotações nas bolsas são corrigidas ao longo do dia, e o produtor acaba ficando alheio à sistemática de formação de preços. Com esta ferramenta nova que estamos lançando, ele vai poder melhor planejar suas vendas, já que o soft tem diversos utilitários gerenciais da lavoura, como o controle das vendas. As telas vão apresentar os diversos cenários para qualquer momento que o agricultor queira comercializar seus produtos”, explica o coordenador do Centro-Grãos, João Birkham.

Ele diz que atualmente a maioria dos produtores vende a produção sem conhecer as origens da formação de preços, bem como as alterações diárias das cotações nas bolsas internacionais.

Na avaliação do presidente da Famato, Rui Prado, a ferramenta será imprescindível para o produtor. “Hoje, o produtor pega os preços nas empresas, mas não sabe como eles foram formados. Com o novo sistema, o produtor vai conseguir enxergar com transparência como se compõe o preço da soja. O sofware será importante neste trabalho de auxiliar o produtor, que poderá inclusive aumentar o seu poder de barganha na hora de vender seu produto. “[O sistema] é um negócio simples, mas de uma grande relevância para o produtor comercializar a sua produção”, frisa Rui.

No mercado internacional o preço da soja é cotado em dólares americanos, e não em reais como o produtor local está acostumado a visualizar as cotações de seu produto. Além do mais, as cotações da Bolsa de Chicago são um reflexo do consenso mundial acerca do preço da soja num dado momento, enquanto que a cotação do produto no mercado nacional pode ser afetada por outros fatores.

“Basicamente podemos dizer que o preço local da soja é afetado pela cotação do produto no mercado internacional, visto que grande parte da produção brasileira é destinada à exportação, pela oferta e demanda para consumo interno e pela cotação do dólar”, lembra Birkham.

As cotações dos contratos futuros na Bolsa de Chicago são feitas em dólares e em centavos e quartos de centavos de dólar americano por “bushel”, medida de peso utilizada pelos norte-americanos em transações comerciais que envolvem grãos.

Outro fator importante é que o produtor compreenda que as cotações da Bolsa de Chicago podem ser influenciadas pelo mercado brasileiro, mas são autônomas e refletem a expectativa futura dos negociadores para o mercado internacional. E, por fim, as variações do mercado futuro, por refletirem expectativas futuras, tendem a ser mais voláteis (mudam com maior facilidade) do que o mercado físico.

Uma das características do mercado futuro é o ajuste diário das posições, ou marcação a mercado. Ao final de cada pregão diário a câmara de compensação faz o ajuste diário das posições debitando ou creditando a conta de compradores e vendedores, conforme o fechamento do dia.
Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário