Tempo seco provoca queimadas em MS

Publicado em 27/04/2010 11:05 510 exibições

O tempo seco tem provocado queimadas em Corumbá, Mato Grosso do Sul. A média história de chuva em abril é de 80 milímetros. Mas, por enquanto, o índice não chega aos dez.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

A queimada que atingiu a propriedade consumiu mais de mil metros de vegetação. Foram quatro dias de trabalho para conter as chamas. Em Corumbá não chove há quase um mês. A estiagem chegou mais cedo.

A umidade relativa do ar tem ficado em torno dos 30% nos últimos dias fazendo com que parte da vegetação fique seca, o que facilita a incidência de queimadas na região. Todos esses fatores têm preocupado os produtores rurais pantaneiros.

Segundo o fazendeiro, a estiagem no Pantanal começa, geralmente, só no mês de julho. “É a primeira vez que eu estou vendo em abril o pasto deste jeito”, contou o agricultor José Eduardo Katurche.

Como forma de prevenção às queimadas na região um caminhão-pipa adaptado foi montado pelos peões para ajudar no combate às chamas. Além da bomba d’água e do reservatório, o equipamento também conta com abafadores. Todos os funcionários da fazenda foram treinados para o serviço. Com o tempo seco e as altas temperaturas da região, o jeito é ficar sempre atento. “O caminhão-pipa fica carregado e a gente em alerta”, disse o caseiro Jaime de Souza Lima.

De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, do início do ano até agora já foram notificados 257 focos de queimadas em todo Mato Grosso do Sul. Desse total, quase a metade está em Corumbá.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário