Em busca de preços mais justos para os alimentos

Publicado em 06/05/2010 08:54 226 exibições
Por que é que - a despeito dos preços recebidos pelos produtores apresentarem decréscimo constante - os preços pagos pelo consumidor permanecem estáveis ou crescentes?
Por incrível que pareça, a pergunta acima ecoa mundo a fora. Está sendo feita, por exemplo, no Comitê de Agricultura da União Européia, que se reuniu na última terça-feira (4) para tentar encontrar uma resposta para essa questão.

Como sempre acontece quando o problema vem à tona, há diversas sugestões para resolve-lo. Vão desde a adoção de medidas que impeçam a concentração de mercado até a adoção de mecanismos que assegurem a transparência dos preços. No caso europeu incluem ainda a criação do cargo de ombudsman (ouvidor ou fiscal) para o mercado de alimentos e a adoção de incentivos que estimulem a produção agropecuária e o aumento de competitividade no setor.

A reunião não levou a nenhuma conclusão, exceto a de que o atual sistema cria “injustiça social”. Assim, as respostas sobre que medidas adotar ficam para o próximo encontro do Comitê, no mês que vem. As proposições dessa reunião deverão ser ratificadas em encontro plenário da Comissão Européia a ser realizado em setembro.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário