Lideranças avaliam Entec$ 2010 em Lucas do Rio Verde

Publicado em 11/05/2010 07:41 167 exibições
O crescimento e o profissionalismo na execução das atividades do Entec$ 2010 foram os grandes destaques do evento, na avaliação de lideranças e autoridades que passaram pelo encontro.
O Encontro Nacional de Tecnologias de Safras (Entec$) 2010, realizado em Lucas do Rio Verde pela Fundação Rio Verde, Cearpa e Aprosoja, terminou no sábado (8) e, de acordo com a assessoria, teve um público estimado em três mil pessoas. O evento é considerado o maior encontro de difusão de tecnologias agrícolas do Estado.

Foram três dias de muitas atividades no campo experimental da Fundação Rio Verde, local onde anualmente acontece o vento. Palestras, giros tecnológicos, debates, exposição de máquinas e equipamentos. O público que foi ao Entec$ 2010 pode acompanhar de perto o que existe de mais moderno em tecnologias de produção, além de ouvir vários especialistas falando sobre assuntos de grande relevância para a produção rural.

Lideranças do setor agrícola e autoridades políticas também estiveram presentes no evento e falaram sobre a importância do encontro para o agronegócio de Mato Grasso.

“Este foi o melhor Entec$ já realizado com um expressivo crescimento que superou e muito as expectativas que nós já tínhamos”, avaliou o presidente da Fundação Rio Verde, Clayton Bertollini. Segundo ele, pessoas de várias regiões do estado estiveram presentes no evento. “Isso demonstra esse crescimento”, exemplificou.

Bertollini também destacou os investimentos em estrutura física e profissional feitos pelas empresas que participaram do evento. De acordo com o presidente da instituição, as inovações trazidas pelos expositores colaboram com a valorização do evento, além de dar visibilidade ao profissionalismo empregado no encontro. “Isso serve para receber e atender melhor o público”.

Outro fator de destaque do Entec$ 2010, salientado pelo presidente da fundação, foi o alto nível das palestras. “Tivemos palestrantes de renome internacional e as pessoas participavam da primeira palestra e não perdiam mais nenhuma, porque viram que o nível era muito bom”, comentou.

Para o presidente da Aprosoja, Glauber Silveira, o Entec$ se consagrou como um grande difusor de tecnologias que auxiliam o produtor no planejamento do plantio à colheita. Ele exemplificou citando o caso do milho que, segundo ele, praticamente não existia na região. Segundo Glauber, o Mato Grosso saiu de uma produção de 800 mil toneladas no ano de 2000 para quase 10 milhões de toneladas/ano.  “Isso é 16% do milho produzido no Brasil. Só se consegue isso com a colaboração de eventos como esse”, assinalou.

“Precisamos cada vez mais discutir como produzir mais, como produzir com menor custo, como produzir melhor e como agregar valor à produção”, defendeu o presidente da Aprosoja. “Basta olhar Lucas há cinco anos e olhar hoje para ver como se agregou valor à produção”, demonstrou. “Hoje se discute sobre bacia leiteira, carne, girassol, biodiesel, são iniciativas como essa que fazem o Mato Grosso e o Brasil serem vanguarda nessas questões”, demonstrou.

O membro da Aprosoja e suplente de deputado federal, Neri Geller, disse que o evento vem melhorando ano a ano e que o trabalho acontece de maneira articulada e integrada entre várias entidades representativas do setor agrícola. “Os palestrantes são do mais alto nível e as tecnologias que as empresas mostram aqui trazem mais competitividade para o setor, dando mais produtividade para o produtor”, comentou Geller. Ele considerou ainda que outro importante papel do evento é a possibilidade de atrair autoridades políticas e abrir espaço para a exposição das reivindicações da região para aperfeiçoamento do setor.

Também esteve presente no evento, sábado (8), o presidente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, José Riva. Ele destacou o profissionalismo do encontro e a importância disso para a produtividade estadual. “O agronegócio hoje não tem mais espaço para o amadorismo é preciso se profissionalizar. A busca do conhecimento é cada vez mais importante e eu vejo que o produtor entendeu esse recado”, comentou. “Este é um momento sempre muito importante para o produtor e eu vim aqui para aprender um pouco também”, finalizou o presidente.

Tags:
Fonte:
Expresso MT

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário