Camex aprova regra para compra de glifosato chinês

Publicado em 27/05/2010 08:19 377 exibições
A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou ontem (26) medida antidumping para controlar o ingresso de glifosato chinês no mercado brasileiro. Por seis votos a favor e um contra, do ministro Wagner Rossi, foi estipulada a substituição da alíquota de 2,1% pela aplicação de um antidumping limitado a 2,52 dólares por quilo. A importação do produto, cujo preço médio por quilo for superior a 3,60 dólares, não pagará o antidumping. O valor representa a diferença entre o preço normal do produto e o de exportação para o Brasil.

O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, explicou que a importação com preço inferior ao valor estipulado pagará, como antidumping, a diferença até completar 3,60 dólares. O objetivo é impedir o subfaturamento do preço de importação.

Para o deputado Luis Carlos Heinze, a medida vai tirar a competitividade da lavoura. Segundo ele, atualmente as empresas conseguem comprar o produto por 2,80 dólares, ou seja, valor que precisará ser revisto. "Com a medida, o preço fica 28% mais caro e ainda tem os 12% de imposto de importação. Não vai mais valer a pena comprar de fora", diz Heinze. O presidente da Farsul, Carlos Sperotto, ficou surpreso com a medida e disse que vai avaliar as justificativas para a tomada dessa decisão. "A ideia era não ter um preço fixo para o produtor poder comprar a valores mais competitivos."

Tags:
Fonte:
Correio do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário