Datafolha: Alckmin segue na liderança com 51%; Mercadante tem 23%

Publicado em 17/09/2010 05:52
277 exibições
De acordo com instituto, candidato tucano venceria a eleição para governador no primeiro turno com 28 pontos de vantagem em relação ao petista

 O instituto de pesquisa Datafolha divulgou na madrugada desta sexta-feira, 17, os dados da disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. O tucano Geraldo Alckmim venceria no primeiro turno, com uma diferença de 28 pontos em relação ao segundo colocado, o petista Aloizio Mercadante. A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 14 setembro, com 2.114 pessoas entrevistadas. 

Geraldo Alckmin (PSDB) ganhou dois pontos em relação a última pesquisa, e agora está com 51% das intenções de voto. Já Aloizio Mercadante (PT) manteria os 23%, seguindo o mesmo desempenho do levantamento anterior. Considerado os votos válidos, ou seja, quando é excluido os votos brancos e nulos, o tucano chega aos 59%, o petista fica com 26%. 

Celso Russomano (PP) segue em terceiro, com 8% e perdeu um ponto em relação a última pesquisa. Paulo Skaf (PSB) mantém os 3%. Os votos brancos e nulos somam 5% e os eleitores indecisos são 8%. 

Rejeição 

Segundo levantamento realizado pelo instituto, os candidatos mais rejeitados pelos eleitores são Mancha (PSTU) 32%; Mercadante, 25% e Alckmin, 18%. 

Interior 

A vantagem de Alckmin no interior cresceu. Na última pesquisa, o tucano estava com 50%, agora ele tem 55% das intenções de voto. O petista, Mercadante, perdeu três pontos e caiu para 20%.

Capital 

Na capital paulista, Aloizio Mercadante teve um melhor rendimento. O candidato do PT ganhou três pontos, de 23%, agora está com 26% da preferência do eleitor. Geraldo Alckmin caiu um ponto, porém, mantém a dianteira, com 47% das intenções de voto. 

Número do candidato 

Questionados sobre o conhecimento do número do candidato que deverão digitar na urna eletrônica, 63% disseram que não sabem qual é o número do candidato Geraldo Alckmin, enquanto metade dos eleitores que votam em Aloizio Mercadante sabem qual número vai digitar. A margem de erro varia dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi realizada em 60 cidades e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), sob o número 84794/2010.
Tags:
Fonte: Estadão

Nenhum comentário