RS retoma mapeamento de fazendas

Publicado em 04/10/2010 07:20
249 exibições
A superintendência do Ministério da Agricultura no RS (Mapa/RS) deve aportar R$ 282 mil para o georeferenciamento de propriedades de fronteira com a Argentina. Os recursos deverão ser utilizados em outubro, novembro e dezembro, possibilitando a retomada do trabalho interrompido em abril por falta de verba e disponibilidade técnica.

Conforme o veterinário Marcelo Göecks, do serviço de doenças vesiculares da Secretaria da Agricultura, a primeira, das cinco etapas do projeto, foi concluída com o mapeamento de 1.489 mil propriedades de Barra do Quaraí e Uruguaiana, num investimento de R$ 10,44 mil. "O trabalho foi concluído em 13 dias. Para a próxima etapa, precisaríamos de, pelo menos, dois meses, se contarmos com o mesmo número de profissionais." A segunda fase do georeferenciamento envolverá 17 municípios fronteiriços com a Argentina, totalizando 21,68 mil propriedades. "Estamos desde o início do ano esperando por essa verba."

A terceira etapa do mapeamento envolverá 18,43 mil propriedades rurais em dez municípios de Fronteira com o Uruguai e a quarta será voltada a 19,11 mil propriedades de 28 municípios que ligam o RS a Santa Catarina. "Depois disso, iremos em direção ao centro do Estado, começando pelos municípios que não fazem limites fronteiriços mas pertencem às regiões de Fronteira".

Dados do Sistema de Defesa Agropecuária do Mapa apontam que o Estado possui 323.828 mil propriedades rurais, sendo 24,36% localizadas em municípios de região de Fronteira com a Argentina e o Uruguai. Essas propriedades apresentam risco maior quanto à introdução de agentes patógenos.
Tags:
Fonte: Correio do Povo

Nenhum comentário