MEIO AMBIENTE: DILMA LANÇA PROGRAMA; GREENPEACE FAZ PROTESTO

Publicado em 20/10/2010 17:46
611 exibições
 Em ato marcado por protestos do Greenpeace , a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, apresentou no fim da manhã de hoje o seu programa de governo para o meio ambiente. Na solenidade, realizada num auditório lotado do Hotel Nacional, em Brasília, ela recebeu o apoio de 
lideranças do PV, do "Movimento Marina" e de ambientalistas.
Militantes da Organização Não Governamental (ONG) Greenpeace interromperam o 
discurso de Dilma para fazer um protesto contra o que consideram falta de 
comprometimento dos candidatos a presidente com o meio ambiente e a política 
ambiental. Os ativistas se posicionaram diante de Dilma e estenderam um banner 
com a pergunta: "Desmatamento zero e lei de renováveis: você assina embaixo?" 
Em seguida, estenderam um documento e ofereceram uma caneta, para que ela 
assinasse o compromisso.
Indignados, os militantes pró-Dilma tentaram conter o protesto, aos gritos de "fora 
tucanos" e "Brasil urgente, Dilma presidente". Dilma interveio e pediu aos militantes 
que deixassem os ativistas do Greenpeace defenderem sua posição. Em seguida, 
respondeu que não assinaria o documento e argumentou que não faz "leilão político" 
em troca de apoio. "Minha assinatura não vai em qualquer documento que alguém 
põe na minha frente e diz, assina. Isso é desrespeitoso", protestou.
A petista afirmou que se compromete com propostas viáveis, e ressaltou que o 
governo até pode alcançar o "desmatamento zero". Mas salientou que seu 
compromisso de campanha é com os termos do Plano Nacional de Mudança de 
Clima, aprovado pelo Congresso, que prevê redução de 80% do desmatamento da 
Amazônia e de 40% do Cerrado.
Ela também defendeu tolerância zero com o desmatamento em qualquer bioma e 
afirmou que não apoiará políticas que tentem flexibilizar a punição aos 
desmatadores. Dilma lembrou, ainda, que chefiou a delegação brasileira na 
Conferência de Copenhague, que revisou os termos do Protocolo de Kioto. 
Segundo ela, o Brasil se comprometeu com as metas mais avançadas de redução 
da emissão de gases de efeito estufa, de 36% a 39% até o ano de 2020.

13 COMPROMISSOS PARA POLÍTICA AMBIENTAL 
No programa de governo para a área ambiental divulgado hoje, a 
candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, se compromete a 
vetar iniciativas que impliquem anistia aos desmatadores e em redução das áreas de 
reserva legal.
Declararam apoio a Dilma lideranças e parlamentares do PV: o líder da 
bancada, Edson Duarte (BA), e os deputados federais Zequinha Sarney (PV-MA), 
Roberto Santiago (PV-SP) e Fábio Ramalho (PV-MG), além de militantes do 
"Movimento Marina", representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs), 
como Rede Brasileira de Ecossocialistas, e Marcos Aporinã, representante dos 
povos indígenas.
Veja os 13 compromissos de Dilma na política ambiental:
1. Aprofundar o crescimento econômico com distribuição de renda e 
sustentabilidade ambiental;
2. Combinar o crescimento econômico com baixo índice de emissão per capita de 
gás carbônico;
3. Avançar na integração da sustentabilidade ambiental às políticas públicas;
4. Aprofundar a política de proteção, conservação, e uso sustentável do patrimônio 
natural;
5. Promover o desenvolvimento sustentável da Amazônia;
6. Ampliar e fortalecer a participação da sociedade nas políticas ambientais;
7. Incentivar a utilização de instrumentos econômicos para a sustentabilidade 
ambiental;
8. Fortalecer a dimensão da sustentabilidade ambiental nas grandes obras do PAC, 
da Copa do Mundo e da Olimpíada;
9. Ampliar a matriz energética limpa e promover a eficiência energética nos 
transportes;
10. Implementar a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e trabalhar pela 
erradicação dos lixões do País;
11. Ampliar e fortalecer a educação ambiental;
12. Consolidar o Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sisnama) e fortalecer a 
capacidade do licenciamento ambiental;
13. Consolidar a atuação brasileira na política ambiental global.


Tags:
Fonte: O Estado de S. Paulo

Nenhum comentário