Doux obtém empréstimo para pagamentos atrasados

Publicado em 29/10/2010 07:49
253 exibições
A falta de adesão à proposta apresentada neste mês pela Doux Frangosul para quitar pagamentos atrasados aos criadores integrados de frangos e suínos no Rio Grande do Sul levou a companhia a buscar empréstimo bancário para quitar o passivo de uma só vez, entre 8 e 15 de novembro. A estimativa é que a operação alcançará R$ 20 milhões, para pagar cerca de 2,2 mil produtores.

O novo plano foi apresentado nesta semana ao presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Elton Weber. Segundo ele, a medida representa um "avanço" em relação à proposta anterior, pela qual os integrados tomariam empréstimos equivalentes aos seus créditos em bancos parceiros da empresa, que seria a avalista e a responsável pela liquidação dos financiamentos.

Na ocasião, a entidade considerou a operação "viável" do ponto de vista jurídico para quem estivesse necessitando do dinheiro rapidamente, até porque os empréstimos seriam tomados em linhas comerciais e não comprometeriam os limites de endividamento nos programas de crédito agrícola. Mas se a Doux não pagasse a conta, os integrados também seriam inscritos nos cadastros de proteção ao crédito, o que afugentou os criadores.

O acordo negociado nesta semana prevê, ainda, que a partir de agora os pagamentos pelos novos lotes sairão entre 45 e 48 dias após a entrega dos animais para abate. O período previsto em contrato é de 30 dias, mas os atrasos já estavam chegando a 70 dias além desse prazo, explicou Weber. Não foi estabelecido um cronograma para a retomada do calendário original e a Doux não previu o pagamento de juros pelos atrasos anteriores, afirmou o dirigente.

Conforme Weber, na última reunião a empresa voltou a reclamar do efeito negativo da valorização do real sobre as vendas externas, que representam quase 80% do seu faturamento anual. Mesmo assim, a companhia informou que renovou os contratos de exportação e que para 2011 prevê alta de 20% nos volumes de produção. Em junho, porém, a Doux Frangosul encerrou o contrato vigente desde 2005 com a Minupar, que abatia 80 mil aves por dia para a empresa em Passo Fundo (RS).

A Doux Frangosul teve receita bruta de R$ 1,7 bilhão em 2009, queda de 12,2% frente ao ano anterior. Só as exportações recuaram de R$ 1,6 bilhão para R$ 1,3 bilhão, mas a empresa apurou lucro líquido de R$ 83,2 milhões. Ao mesmo tempo, os atrasos nos pagamentos chegaram a atingir quatro meses além dos 30 dias contratuais. Em abril, os criadores tiveram problemas no recebimento de rações para os animais.

A dor de cabeça dos integrados da Doux começou em fevereiro de 2009, e três propostas já haviam sido apresentadas antes da mais recente.

Procurada, a Doux Frangosul confirmou que apresentou aos integrados "um plano para pagamento dos débitos existentes". Em nota, disse que "decisão reafirma o comprometimento com o Brasil".
Tags:
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário