FAO prega aceleração de investimentos no campo

Publicado em 29/10/2010 08:44
286 exibições
A agricultura mundial necessita urgentemente de bilhões de dólares em investimento anual adicional para impulsionar a produção e reduzir o impacto negativo sobre o ambiente, afirmou ontem a FAO, a agência da ONU para Agricultura e Alimentação.

Segundo o órgão, os produtores precisam elevar a produção em 70% até 2050, quando a população global deverá atingir a casa de 9 bilhões de habitantes, frente aos 6,7 bilhões de hoje.

O segmento agrícola, sobretudo nos países em desenvolvimento, necessitam de US$ 30 bilhões a US$ 100 bilhões por ano entre 2010 e 2050 para enfrentar esse desafio, afirma a FAO, citando estimativas diversas. Mas os recursos disponíveis estimados, alerta, são de US$ 2 bilhões a US$ 2,5 bilhões por ano entre 2010 e 2012, excluindo o setor privado que poderia injetar mais US$ 15 bilhões por ano. "O financiamento é urgente", diz o órgão, em relatório divulgado ontem. "E os recursos disponíveis, tanto os atuais quanto os projetados, são substancialmente insuficientes para atender os desafios de demanda climática e segurança alimentar do setor agrícola".

Os fundos públicos e privados, incluindo aqueles já carimbados para segurança alimentar e mudanças do clima, deveriam ser combinados de forma a ajudar a agricultura em sua tão necessitada transformação em um setor "ambientalmente inteligente", diz a FAO, sediada em Roma.

Os mecanismos de financiamento existentes para combater o aquecimento global, tal como o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), geralmente excluem a agricultura. "É preciso abordagens mais amplas, que olhem além dos silos", disse.

Lidar com as mudanças climáticas é importante porque o fenômeno deverá reduzir a produtividade no campo, a estabilidade e a renda em muitas áreas que já vivenciam insegurança alimentar, segundo o relatório.
Tags:
Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário