Confira as principais notícias agrícolas deste domingo

Publicado em 31/10/2010 06:36 e atualizado em 31/10/2010 10:11
457 exibições

Mais de 135 milhões voltam às urnas para eleger governador e presidente

Mais de 135 milhões de eleitores voltam às urnas neste domingo para votar no novo presidente do Brasil: Dilma Rousseff (PT) ou José Serra (PSDB). Os eleitores de oito Estados (Goiás, Amapá, Rondônia, Roraima, Pará, Paraíba, Piauí e Alagoas) e do Distrito Federal também definirão seus próximos governadores. As urnas serão fechadas às 17h no horário de Brasília.

I

O presidente eleito vai comandar pelos próximos quatro anos o país considerado a oitava economia do mundo e a maior da América Latina.

Dilma chega ao dia da eleição com 55% dos votos válidos, segundo pesquisa Datafolha realizada nos últimos dois dias. Está dez pontos à frente de José Serra (PSDB), que pontuou 45%. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O Datafolha entrevistou 6.554 pessoas neste sábado, um número maior do que o de outras sondagens recentes. A pesquisa foi encomendada pela Folha e pela Rede Globo e está registrada no TSE sob o número 37903/2010.

Se confirmar nas urnas o resultado do Datafolha, Dilma será eleita a 40ª presidente do Brasil. A corrida eleitoral tem se mantido estável nos últimos 15 dias, com os dois candidatos variando apenas dentro da margem de erro do levantamento.

Durante pouco mais de três meses de duração da campanha eleitoral, Dilma defendeu a criação da Rede Cegonha, de assistência a mulheres grávidas, e a ampliação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ela adotou também como proposta a construção de escolas técnicas em municípios com mais de 50 mil habitantes e de 6 mil creches, além de políticas para diminuir o abandono de crianças.

O candidato tucano, José Serra, prometeu a ampliação do Programa Bolsa Família, com a inclusão de um projeto de profissionalização para os jovens que acabarem o ensino médio. Serra manteve também como proposta de campanha a criação do Ministério da Segurança e a busca de parcerias com a iniciativa privada, grupos religiosos e organizações não governamentais para o tratamento de dependentes químicos.

A eleição presidencial foi para o segundo turno porque nenhum dos candidatos obteve mais da metade dos votos válidos na primeira disputa, em 3 de outubro. Agora, vencerá aquele que tiver a maioria dos votos.

No primeiro turno, Dilma Rousseff obteve 46,91% dos votos válidos. Dos 18 Estados em que venceu a disputa, o Maranhão foi o que mais lhe rendeu votos: 70,65%.

Serra recebeu 32,61%. Nos oito Estados em que venceu a disputa, o candidato tucano recebeu maior número de votos no Acre: 52,12%.

Mas o tucano venceu em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, onde recebeu 40,6% dos votos (contra 37,31% de Dilma). Por ter 30,3 milhões de eleitores (22,3% do total de eleitores do país), o Estado deverá ter um peso maior na disputa deste segundo turno.

Além de dar a maior parte de seus votos para Serra, os paulistas, na eleição para governador, elegeram outro candidato tucano: Geraldo Alckmin venceu o petista Aloizio Mercadante com 50,63% dos votos.

O PSDB venceu também a eleição para o governo em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral. São 14,5 milhões de eleitores, representando 10,6% do total do país, que deram a Antônio Anastasia 62,72% dos votos, contra 34,18% dados ao peemedebista Hélio Costa.

Na eleição presidencial, no entanto, Dilma Rousseff venceu a disputa. Os eleitores mineiros deram à petista 46,98% dos votos. José Serra recebeu 30,76%.

RESULTADOS

Os primeiros resultados da eleição presidencial começarão a ser divulgados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) hoje a partir das 19h, horário de Brasília.

Ainda não há previsão do horário em que o nome do próximo presidente será anunciado. Mas a expectativa do TSE é que a apuração de todos os votos esteja encerrada até a meia-noite.

Apesar de a votação ocorrer das 8h às 17h, o horário de verão e a diferença de fuso no país atrasam em duas horas o período de apuração, pelo horário oficial. Por isso as pesquisas eleitorais de boca de urna sobre a disputa presidencial entre os candidatos também só poderão ser divulgadas depois das 19h.

A divulgação dos números das disputas nos Estados onde há segundo turno ocorrerá imediatamente, logo após o fechamento das urnas no local, às 17h.

Indústria de celulose aproveita boom do setor e investe em práticas sustentáveis
Depois de amargar desastres ambientais e assumir a má fama de nociva à natureza nas décadas de 70 e 80, a indústria de papel e celulose decidiu virar verde...
Leia mais clicando aqui

O he-he-he do Lula (Artigo)
Perguntei a um amigo psicanalista qual o adjetivo que, na opinião dele, melhor definiria o presidente Lula. "Imaturo"...
Leia mais clicando aqui

Etanol (Panorama Político)
O presidente Lula disse, semana passada, que apoia a mecanização das lavouras de cana-de-açúcar. O tema é polêmico devido ao desemprego...
Leia mais clicando aqui


Cacauicultores podem pagar parcelas atrasadas do Pesa com até 60% de redução 

Demos um grande passo para solucionar a dívida do cacau. Agora nossas atenções estarão voltadas para a diversificação das culturas e para a verticalização da cadeia produtiva do cacau, disse em Paris o secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, ao ser informado que o Banco Central publicou a resolução 3.917do Conselho Monetário nacional, CMN, permitindo o pagamento das parcelas do Pesa vencidas em 2010 e em anos anteriores com bônus de adimplência. Essa decisão é um grande avanço. Dá fôlego novo aos produtores que estavam na expectativa da regularização dessa situação, festejou José Mendes, vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado da Bahia, Faeb. O secretário destacou que a vitória é dos produtores e do governador Jaques Wagner, que três dias após sua reeleição o enviou à Brasília para defender junto aos ministérios da Agricultura e da Fazenda propostas de resolução das pendências da dívida do Cacau.

A notícia foi recebida com festa em Paris, onde o secretário Eduardo Salles, o superintendente de Política do Agronegócio da Seagri, Jairo Vaz, o presidente da Associação dos Produtores de Cacau, APC, Henrique Almeida, e o presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, comemoravam duas grandes conquistas: o cacau da Bahia foi vencedor do concurso internacional, e em julho de 2012 o Salon du Chocolat será realizado na Bahia.

Para Guilherme Galvão de Oliveira Pinto, diretor da APC, a publicação da resolução 3.917do Conselho Monetário nacional é uma conquista da Bahia, principalmente do governador Jaques Wagner e do secretário Eduardo Salles, que beneficia os produtores não só da Bahia, mas de todos os estados. Segundo ele destaca, com esta resolução os produtores poderão pagar as parcelas em atraso do Pesa com até 60% de desconto.

Isso demonstra que o governo da Bahia está sensibilizado e, através da secretaria da Agricultura, empenhando em resolver definitivamente a questão da dívida do cacau. A resolução do CMN reduz as dívidas em mais de 1/3 e cria condições para o produtor regularizar seu financiamento, disse Henrique Almeida, presidente da APC. O presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Isidoro Gesteira, confirma que avançamos bastante. Vamos pensar agora industrialização. 

Cacau da Bahia é o melhor do mundo na categoria cacau chocolate

O cacau produzido na Fazenda São Pedro, em Ilhéus, é o melhor do mundo na categoria Cacau Chocolate, vencedor do Concurso Internacional de Amendôas de Cacau de Paris, realizado nesta sexta-feira, (30), no Salon du Chocolat. As amêndoas produzidas em Ilhéus por João Tavares superaram as 150 amostras de 20 países. Isso é fruto do trabalho que estamos realizando há três anos. Plantamos aqui uma semente e abrimos as portas do mundo para o nosso cacau, disse o entusiasmado produtor. Para o secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, a vitória da Bahia no concurso nacional é o reconhecimento de que a Bahia produz cacau de qualidade e que está entre os melhores do mundo.

Um júri internacional formado por especialistas analisou as 150 amostras, que foram transformadas em licor de cacau, e selecionou 50, das quais sete do Brasil e destas 5 da Bahia.

As amostras foram selecionadas nas categorias Cacau Chocolate, Frutale e Caramelo, e passaram então pelo crivo de um júri formado por 40 pessoas. Concorrendo na categoria mais importante do concurso, Cacau Chocolate, as amêndoas produzidas na Fazenda São Pedro conquistaram o primeiro lugar. Outras amostras da Bahia classificadas foram da Fazenda Venturosa e da AM Libânio.

Tags:
Fonte: Conab

Nenhum comentário