MT aumenta eficiência no campo

Publicado em 04/11/2010 07:47
275 exibições
Nos últimos três anos, Mato Grosso aumentou sua eficiência na pecuária bovina. Esse ganho reflete diretamente na antecipação dos abates. Conforme o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famato), mais de 60% do total de bovinos machos abatidos em 2010, tem entre 24 e 36 meses de idade.

Em 2007, de janeiro a setembro, os machos representavam dos abates totais de machos 37%; no mesmo período deste ano eles atingiram a marca de 60% de participação, destaca o Imea. Do ano passado para este ano o aumento de abates nesta faixa etária foi de 6 pontos percentuais. Esta evolução dos abates dos animais mais jovens demonstra que a pecuária do Estado tem aumentado a sua eficiência terminando o animal mais cedo. Sem dúvidas os confinamentos têm contribuído, e muito para esse aumento na eficiência. Os abates totais de machos estão em 2,20 milhões de cabeças, sendo o maior abate desde 2007, quando se abateram 2,28 milhões de cabeças, completa o Instituto.

Conforme números obtidos junto ao Instituto de Defesa Agropecuária (Indea/MT), os abates de bovinos em setembro no Estado somaram 351,79 mil cabeças, volume inferior em 1,70% na comparação com o mês de agosto. O abate de fêmeas registrou 94,45 mil cabeças, sendo o menor volume mensal desde outubro de 2008. Com isso a representatividade das fêmeas ficou em 27% do abate total. Por outro lado, o abate de machos fechou o mês em 257,34 mil cabeças, apresentando leve incremento mensal de 0,5%. Diante destes números, no acumulado do ano os abates ficaram em 3,34 milhões de cabeças registrando um incremento de 7%, em ao mesmo período em relação a 2009, e 3% na comparação com os mesmos meses de 2008.
Tags:
Fonte: Diário de Cuiabá

Nenhum comentário