Produtores do Rio enfrentam dificuldades para escoar produção

Publicado em 19/01/2011 07:47 307 exibições
Muito lentamente, moradores da região serrana tentam voltar à rotina.
O número de vítimas das enchentes no Rio de Janeiro já passa de 690 em seis cidades. Cerca de 21 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas. Muito lentamente, os moradores tentam voltar à rotina, inclusive os produtores rurais que enfrentam dificuldades para escoar a produção ou o que restou dela.

Problemas no clima e no preço sempre foram comuns na vida dos produtores rurais da região serrana do Rio de Janeiro, mas a tragédia que se abateu não tem precedentes. As lavouras destruídas interromperam a cadeia produtiva, a engrenagem parou.

– Trabalho vendendo adubo, fertilizantes. Tenho vários clientes e agora não sei quem está vivo ou não. Muitos chegam para mim sem dinheiro pedindo para renegociar – diz o técnico agrícola Peri Scardini da Silva Júnior.

Uma distribuidora de verduras localizada em Teresópolis teve que interromper o trabalho porque todos os veículos foram atingidos.

A água subiu rápido e derrubou o muro. O muro caiu em cima de um caminhão que foi levado pela força da correnteza. O veículo saiu sozinho por um portão e só foi parar 800 metros à frente.

Quem conseguir ter a lavoura preservada, enfrentou outro problema: as barreiras nas estradas. Só agora, aos poucos, a situação começa a melhorar um pouco.
Depois de muitos dias parados, alguns caminhões recomeçaram as viagens para o Rio de Janeiro carregando frutas, verduras e legumes.

Mesmo com chuva, os motoristas estão descendo a serra. A notícia de que o produto está faltando e o preço disparou na capital fluminense chegou rápido até aqui.

Tags:
Fonte:
Canal Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário